Ex-meia do Vasco não segue como dirigente da Ponte em 2020

Felipe Loureiro chegou ao Moisés Lucarelli em fevereiro e comunicou que vai deixar o clube

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) - Não será só o elenco da Ponte Preta que vai passar por mudanças para a próxima temporada. Ex-meia de Vasco, Palmeiras, Flamengo e Fluminense, Felipe Loureiro comunicou que não seguirá como coordenador técnico da Macaca.

A revelação foi feita pelo próprio dirigente aos jornalistas que aguardavam a entrevista coletiva do técnico Gilson Kleina após a goleada sobre o Brasil de Pelotas, por 4 a 0, na última terça-feira, em Campinas, pela última rodada da Série B do Brasileiro.

Felipe Loureiro não continua na Ponte Preta (Foto: Pontepress)
Felipe Loureiro não continua na Ponte Preta (Foto: Pontepress)
Em sua passagem pelo Majestoso, que começou em fevereiro depois de um início ruim da Ponte Preta no Paulistão, Felipe Loureiro teve como principal função fazer o elo entre diretoria e elenco. Essa, inclusive, foi sua primeira experiência como dirigente.

Apelidado de Maestro, Felipe Loureiro tem 42 anos e como jogador fez história principalmente com a camisa do Vasco da Gama. Foram quase 400 jogos e títulos importantes, como Brasileirão (97 e 2000), Libertadores (98) e Copa do Brasil (2011).

Felipe Loureiro ainda passou por Palmeiras, Atlético-MG, Flamengo, Fluminense, Galatasay-TUR e Al Sadd-QAT, além de ter sido convocado sete vezes para defender a Seleção Brasileira. Ele pendurou as chuteiras em 2013 e quatro anos depois teve sua primeira experiência como treinador, no Tigres, do Rio de Janeiro.