Série B: Ex-diretor da base confirma consulta do Ajax por volante da Ponte; clube nega

Segundo Fábio Barrozo, desligado na semana passada, europeus demonstraram interesse no futebol de Camilo

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 13 (AFI) - Vítima de uma das primeiras medidas adotadas pelo novo presidente Sebastião Arcanjo na Ponte Preta, Fábio Barrozo, ex-coordenador das categorias de base, desligado na última quarta-feira, 06, confirmou a informação recebida pela reportagem do Portal Futebol Interior: a consulta do Ajax (HOL) por Camilo no segundo semestre de 2019.

De acordo com o cartola, Seraino Dalgliesh, representante de Dennis Bergkamp, auxiliar técnico do clube europeu, esteve no Centro de Treinamento do Jardim Eulina, em 25 de outubro, sexta-feira, e compareceu ao Estádio Moisés Lucarelli, dois dias depois, para acompanhar ao jogo da Macaca diante do Vitória.

Entretanto, o volante não foi titular com o técnico Gilson Kleina e sequer saiu do banco de reservas na derrota frente o time de Salvador, o que impossibilitou 'melhor análise'.

Ex-diretor, Barrozo recebeu Seraino Dalgliesh na Ponte Preta - Pedro Orioli / AA Ponte Preta
Ex-diretor, Barrozo recebeu Seraino Dalgliesh na Ponte Preta

MAIS DETALHES

O primeiro contato do Ajax em Campinas teria ocorrido em agosto, antes do fechamento da janela internacional de transferência.

Internamente, teria se discutido sobre a possibilidade de venda de Camilo ou de Ivan, principais ativos do clube, na tentativa de aumentar o fluxo de caixa e saldar as despesas.

Na segunda 'investida', o time do Velho Continente teria feito uma consulta com preço e colocou na mesa 2,5 milhões de euros (R$ 11,5 mi) por 50% dos direitos econômicos.

"Ele achou o Camilo muito bom. Outro facilitador é o fato de o jogador ter passaporte holandês. Ele mora em Holambra e é descendente de lá. A ideia era levá-lo em janeiro de 2020. Isso foi passado ao Departamento de Futebol Profissional", comentou Barrozo.

A Alvinegra, por sua vez, manteria a outra metade, haja vista ter a totalidade no passe após estender o vínculo contratual neste ano até 31 de dezembro de 2022 e com multa rescisória em torno de R$ 30 milhões - este valor, especulado, não é confirmado pelo clube.

"A crise interna na Ponte pode ter atrapalhado o negócio pelo fato de o Seraino ter tido ciência dos problemas recentes. Eles retornaram ao Brasil em outubro porque souberam que o Camilo tinha perdido espaço até pouco tempo com o Gilson Kleina. Vieram para assistir contra o Vitória, mas infelizmente não atuou", emendou.

A ORIGEM

O estreitamento de Fábio Barrozo com o Ajax começou em 2017. Na ocasião, enquanto representante internacional do Santos, viajou à Holanda para tentar encaminhar a venda do lateral-direito Zeca, atualmente no Internacional.

Camilo é um dos maiores ativos da Ponte no mercado - Álvaro Júnior / Ponte Press
Camilo é um dos maiores ativos da Ponte no mercado

De lá para cá, mantém contato frequente com os empresários do Velho Continente em negociações dos clubes em que trabalha.

O QUE DIZ O CLUBE?

Procurado pela reportagem do Portal Futebol Interior, Gustavo Bueno, atual executivo de futebol campineiro, negou as informações: "Não procede não. Não recebemos nenhuma proposta até este presente momento", resumiu.

O QUE SE SABE?

Nos corredores do Moisés Lucarelli, muitos dirigentes já admitem a possibilidade iminente de perder Ivan em 2020.

Maior patrimônio do elenco, o goleiro já recebeu duas propostas do exterior - Leganés (ESP) e Famalicão (POR). No Brasil, é analisado por Grêmio, Corinthians e Palmeiras, o que tem maior interesse na contratação para a próxima temporada.

O camisa 1, com mais de 100 jogos pela Macaca, tem multa rescisória avaliada em torno de R$ 20 milhões e, na teoria, 90% dos direitos econômicos vinculados ao clube.