Pontepretanos quebram Moisés Lucarelli e PM usa bombas

Houve muita correria também do lado de fora do estádio após a derrota para o Vitória

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) - O vexame protagonizado pela Ponte Preta na tarde deste domingo ao perder para o Vitória, por 2 a 1, em pleno Moisés Lucarelli, foi a gota d'água para os torcedores alvinegros, que entraram em confronto com a Polícia Militar após a partida.

Assim que o árbitro cearense Adriano Barros Carneiro apitou o fim do jogo, torcedores quebraram alguns vidros do Salão Nobre arremessando pedras e tentaram invadir o vestiário. Foi possível ver alguns com barras de ferro nas mãos.

Houve confusão na saída da torcida pontepretana
Houve confusão na saída da torcida pontepretana
Para dispersar os baderneiros, a Polícia Militar precisou usar bombas de efeito moral e também balas de borracha. Nenhum torcedor foi preso e não houve registros de feridos, mas houve muito correria do lado de fora do Majestoso.

A derrota para o Vitória mesmo jogando com um jogador a mais desde os 25 minutos do primeiro tempo praticamente acaba com as chances da Ponte Preta de brigar pelo acesso à elite. Na décima colocação, a Macaca tem 41 pontos, sete a menos que o quarto colocado Coritiba.

Não bastasse tudo isso, o clube vive um momento bastante delicado fora das quatro linhas. Na semana passada, Eric Silveira entregou o cargo de diretor de marketing ao ser acusado de inúmeras irregularidades, entre elas o desvio de dinheiro.