Série B: Kleina revela cuidados especiais com preparação de Renato Cajá na Ponte

Apesar do jogo às 11h em Ribeirão Preto, meio-campista está confirmado entre os titulares

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 04 (AFI) - Apesar do forte calor a ser enfrentado em Ribeirão Preto neste sábado, a partir das 11h, Renato Cajá está confirmado pelo técnico Gilson Kleina entre os titulares da Ponte Preta no duelo frente o Botafogo, no Estádio Santa Cruz.

O meio-campista, aliás, traz preocupação à comissão técnica, Departamento Médico e aos fisiologistas em virtude da idade (35 anos) e da sequência intensa de jogos na Série B do Campeonato Brasileiro.

O armador, emprestado pelo Juventude até o final da temporada, requer cuidados físicos especiais durante os treinamentos semanais para evitar desgaste e/ou lesão muscular.

"Converso com o Renato Cajá diariamente. Não é que ele tenha privilégios, porque todos são importantes para nós. Porém, ele é um atleta especial. Vai para o terceiro jogo. Renato não é mais tão jovem, mas muito experiente e sabe o limite do seu corpo", pontuou o comandante alvinegro.

Parte física de Renato Cajá exige atenção especial na Ponte Preta - Álvaro Júnior / PontePress
Parte física de Renato Cajá exige atenção especial na Ponte Preta

"Este feedback será importante com o atleta junto fisiologistas, médicos e preparadores físicos. Se estivéssemos com gordura na tabela, poderíamos administrar a situação de outra maneira. Não é correr risco, mas é importante ter um jogador deste quilate diante do Botafogo, em confronto direto. Administro e converso no treinamento", emendou.

CORRERIA

Nos próximos 15 dias, o elenco da Ponte Preta não terá tempo para respirar, haja vista ter cinco jogos pela frente, sendo três longe de Campinas - Ribeirão Preto, Barueri e Goiânia.

Desta forma, Renato Cajá certamente será poupado em algum compromisso da Macaca, o que abre brecha para o retorno de Rafael Longuine, em transição física após nova lesão muscular - não joga desde 03 de setembro, no empate sem gols com o Criciúma.

PANORAMA

Em oitavo lugar com 35 pontos e três abaixo do G4, a Ponte Preta depende de vitória simples em Ribeirão para ultrapassar o Botafogo, em sexto com um tento a mais, e entrar de vez na briga pelo acesso.

Sem desfalques por suspensão, Kleina tem a possibilidade de repetir, pela primeira vez na temporada, a escalação em três jogos consecutivos: Ivan; Arnaldo, Renan Fonseca, Reginaldo e Henrique Trevisan; Edson, Lucas Mineiro, Gérson Magrão e Renato Cajá; Vico e Roger.