Ponte Preta supera concorrência de rivais da Série B e fecha com camisa 10

Renato Cajá será emprestado pelo Juventude para a reta final do Campeonato Brasileiro

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - Renato Cajá está de volta ao Moisés Lucarelli. A Ponte Preta superou a concorrência de Londrina e Coritiba para ficar com o futebol do camisa 10 de 34 anos. Essa será sua quinta passagem pela Macaca.

O meia é aguardado em Campinas na segunda-feira para realizar exames médicos e assinar contrato de empréstimo até o fim do Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta semana, Cajá renovou seu vínculo com o Juventude até dezembro de 2020.

O meia Renato Cajá vai para sua quinta passagem com a camisa da Ponte Preta
O meia Renato Cajá vai para sua quinta passagem com a camisa da Ponte Preta
A Macaca estava atrás de um meia para dividir as funções com Rafael Longuine, que convive com problemas físicos e não consegue ter uma sequência de jogos. Renato Cajá vai ter pouco mais de dois meses para ajudar a Ponte na briga pelo acesso.

O bom futebol apresentado por Cajá com a camisa do Juventude - cinco gols em oito jogos - chamou a atenção do executivo de futebol Gustavo Bueno e do técnico Gilson Kleina. Na última segunda-feira, o meia marcou três gols na goleada do Ju sobre o Imperatriz, por 4 a 0, que culminou com o acesso do time gaúcho na Série C.

Renato Cajá já defendeu a Ponte Preta em outras quatro oportunidades ao longo da carreira (2008/2009, 2011/2012, 2014/2015 e 2017). O meia ainda tem passagens por Mogi Mirim, Ferroviária, Grêmio, Botafogo, Vitória, Bahia e Goiás, além de experiências no futebol árabe, chinês, japonês e turco.

Após a derrota para o Vila Nova, por 1 a 0, em Campinas, na última quinta-feira, a Macaca estacionou nos 31 pontos e perder a chance de encostar no G4.