Goleiro de time do Brasileirão ganha ação trabalhista contra Ponte Preta

O time campineiro terá que pagar R$ 320 mil ao jogador por dívidas de 2017

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) - O goleiro João Carlos, do CSA, ganhou uma ação trabalhista contra a Ponte Preta no valor de R$ 320 mil (computado multa e correções atualizadas), referente aos direitos de imagem e salários atrasados em sua passagem pelo clube campineiro entre os anos de 2015 e 2017. O julgamento foi realizado nesta quarta-feira, favorável ao arqueiro. O clube campineiro não confirma oficialmente, mas irá recorrer.

João Carlos cobrava da Ponte Preta três meses de direito de imagem (outubro, novembro e dezembro, de 2017), além do salário do mês de dezembro e verbas rescisória. O jogador, através de seu advogado, chegou a tentar um acordo com o clube campineiro, mas não teve sucesso.

"É uma ação em que buscamos o que é de direito do João Carlos, e acertadamente o juiz proferiu Sentença satisfatória ao jogador. Procuramos o clube para chegar numa composição satisfatória às partes, mas sem sucesso", disse o advogado do goleiro, João Henrique Chiminazzo.

João Carlos, ainda pela Ponte Preta - Fabio Leoni/ PontePress
João Carlos, ainda pela Ponte Preta

E não é só João Carlos que entrou na Justiça para receber os atrasados da Ponte Preta. Nomes como o também goleiro Aranha, ex-Santos, o zagueiro Rodrigo, ex-Vasco, e Léo Santos, do Criciúma, também brigam por seus direitos.

Desses, Aranha, João Carlos e Rodrigo estavam naquele time rebaixado do Brasileirão, em 2017. O ex-vascaíno, inclusive, acabou sendo considerado o grande vilão ao ser expulso por ter dado uma 'dedada' no atacante Trellez, que defendia o Vitória. O clube baiano acabou vendendo por 3 a 2, resultado que rebaixou o time campineiro.

JOÃO CARLOS
João Carlos tem 31 anos e foi revelado pelo Athletico Paranaense. Ele passou ainda por Ipatinga, Atlético-GO, Fortaleza, Boa Esporte, Ponte Preta e CRB, antes de chegar ao CSA. Pelo time alagoano, foi campeão estadual nesta temporada.