Treinador pretendido pelo Guarani é o favorito para assumir a Ponte Preta

Gilson Kleina é o plano A da diretoria alvinegra para assumir a vaga de Jorginho, demitido neste domingo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 25 (AFI) - Não é só dentro das quatro linhas que Ponte Preta e Guarani travam disputas. Sonho de consumo do presidente bugrino, Palmeron Mendes Filho, Gilson Kleina é o favorito para assumir a vaga de Jorginho na Ponte Preta.

Kleina recebeu uma proposta da diretoria bugrina na semana passada de R$ 180 mil para toda comissão técnica e estava propenso a recusar após conversa com os familiares. Mesmo assim, o Guarani aguardava a resposta do treinador até quarta-feira.

O problema é que a Ponte Preta entrou na jogada após Jorginho ter sua saída oficializada na manhã deste domingo depois do empate com o Sport, por 2 a 2, no Moisés Lucarelli, na noite do último sábado.

Gilson Kleina é o principal nome para assumir a Ponte Preta
Gilson Kleina é o principal nome para assumir a Ponte Preta
Quarto treinador que mais dirigiu a Ponte Preta em toda sua história - 161 partidas -, Gilson Kleina iria para sua quarta passagem pelo Moisés Lucarelli. Identificado com a torcida, ele foi vice-campeão paulista em 2017 e conquistou o acesso à elite em 2011.

No ano passado, contratado na reta final da Série B para livrar a Macaca do rebaixamento, Gilson Kleina teve uma arrancada incrível e ficou a um ponto de conquistar o acesso. Em nove jogos sob comando do treinador, a Ponte teve sete vitórias e dois empates.

As duas partes não chegaram a um acordo e o contrato acabou não sendo renovado para essa temporada. Alguns meses depois, Gilson Kleina assumiu o comando do Criciúma, mas deixou o clube catarinense há três semanas.

Após dois empates seguidos em casa, a Ponte Preta não conseguiu retornar ao G4 e está na oitava colocação, com 27 pontos. Na terça-feira, contra o Brasil de Pelotas, em Pelotas, a Macaca será comandada de forma interina pelo auxiliar Felipe Moreira.