Série B: De visual novo, artilheiro da Ponte Preta quer acesso

Atacante tem dois gols marcados em quatro jogos pela Macaca na competição

por Divulgação

Campinas, SP, 03 (AFI) - O elenco pontepretano segue treinando de maneira intensa durante a parada da Copa América, preparando-se para a reestreia na Série B do Campeonato Brasileiro na noite de 12 de julho, no Moisés Lucarelli.

Para o meia-atacante Marquinhos, a pausa implicou em duas mudanças: uma reposição de energia para atletas e uma outra pessoal, bastante visível: a mudança de visual dele, agora sem a barba.

"Estava cansado da barba e esse é um visual novo para dar sorte nesse recomeço. Acredito que a parada foi muito positiva para repor as energias. Pudemos estar ao lado das nossas famílias para repor energias e voltarmos mais fortes ainda. Penso que o rendimento vai se manter, pois estou vendo isso na intensidade dos treinamentos. Então, para mim, não há nada de prejudicial neste período", revelou.

Com assistência e dois gols marcados em quatro jogos, Marquinhos conquistou a titularidade no time de Jorginho, mas sabe que precisa manter a performance para continuar na posição.

Marquinhos fechou Série B em alta antes da pausa da Copa América - PontePress
Marquinhos fechou Série B em alta antes da pausa da Copa América

"Foram apenas quatro jogos e tenho que continuar com essas atuações legais para que o professor possa confiar mais em mim e eu possa dar sequência ao trabalho. A disputa é grande no meio para frente e temos muitos jogadores de qualidade na posição ali, com Marcondele, Dadá, Roger. É uma disputa sadia que encaramos da maior forma possível, é bom para Ponte. Mas o Jorginho é que define, a nós cabe trabalhar da melhor forma para ajudar o time", afirma.

O jogador ressalta, porém, que está feliz com as oportunidades recebidas.

"Vim procurar meu espaço e aqui estou sendo feliz pra caramba, estou bem ambientado, fazer meu trabalho para sermos feliz no final do ano. Acho que nosso elenco é forte, vai brigar muito pra subir e ser campeão. Entre nós mesmos as disputas são acirradas e competitivas, temos de estar em alto nível todos os dias", conclui.