Série B: Após ex-Água Santa, Ponte promete mais reforços ao longo da semana

Em menos de 24 horas, Macaca oficializou a contratação de três atacantes para sequência da temporada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 14 (AFI) - O Departamento de Futebol da Ponte Preta foi ágil no mercado e levou menos de uma semana para repor três peças de lado de campo, após saídas de Renato Kayser e Júlio César.

Em questão de 24 horas, a Macaca oficializou as contratações dos meias-atacantes Matheus Marcondele, Marquinhos e Dadá, emprestados por Audax Osasco, Corinthians e Água Santa, respectivamente.

QUERO MAIS!

A diretoria campineira ainda não está satisfeita com as opções disponíveis ao técnico Jorginho. A intenção é, até sexta-feira, data do jogo contra o Operário, anunciar o atacante Lucas Silva, do Flamengo, por empréstimo até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro.

Outra prioridade está na referência. Mesmo com Thalles e Facundo Batista à disposição, há expectativa de que mais um centroavante desembarque no Moisés Lucarelli até a parada da Copa América, no meio de junho.

Gustavo Bueno tem a responsabilidade de fazer 'muito com pouco' na Ponte Preta - PontePress
Gustavo Bueno tem a responsabilidade de fazer 'muito com pouco' na Ponte Preta

DE BOM TAMANHO

Como se percebe, o executivo de futebol da Ponte Preta, Gustavo Bueno, concentra os esforços na busca por atletas de perfil ofensivo.

Na visão da comissão técnica, o sistema defensivo está bem servido de opções, mesmo com o desligamento do lateral-direito Luís Ricardo, e não é tido como urgência/prioridade.

DEU A LETRA

O dirigente campineiro dá indícios de como será o comportamento da Macaca. Com dificuldades financeiras, o filho de Dicá prioriza encontrar boas peças no mercado alternativo.

Ou seja, faz aposta em atletas jovens e com potencial de evolução sem grande investimento para lucrar no futuro, sobretudo em taxa de vitrine (casos de Dadá e Matheus Marcondele) ou percentual de negociação futura (exemplo de Ítalo, ex-XV de Piracicaba).