Série B: ​Presidente da Ponte espera contar com Luis Fabiano e banca Jorginho

Abdalla revelou que tem quatro reforços alinhados para a Segunda Divisão do Brasileiro

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 08 (AFI) - A Ponte Preta espera reforçar o seu elenco nos próximos dias visando o Campeonato Brasileiro da Série B. O presidente José Armando Abdalla Júnior afirmou à Rádio 1900 que já tem alguns nomes alinhados, e falou sobre a possibilidade de contar com Luis Fabiano ainda na atual temporada.

"Nunca escondi que depende da parte clínica-médica do que da diretoria. A Ponte sempre esteve ao seu lado, tem evoluído muito nos últimos tempos e participado de treinamentos com bola. Luís quer fazer sua despedida aqui e já aceitamos a condição. Se vai estar à disposição eu não sei, mas com certeza, após a parada da Copa América, estará no futebol, tendo vida de atleta normal integrado ao futebol. Vai se tornar, no futuro, nosso representante e embaixador", falou o mandatário sobre o futuro do atacante. Abadalla completou:

Luis Fabiano deve reforçar à Ponte Preta
Luis Fabiano deve reforçar à Ponte Preta
"Fabiano é um jogador com nome no mundo todo, é respeitado e vai nos ajudar muito bem; Reforços: Estamos em contato com quatro atletas, fico ansioso, gostaria de anunciar logo. É um meia, um meia-atacante e dois atacantes natos. É algo estudado e nomes importantes", disse.

"Nós tem que repor opções ao Jorginho para ter opções de mexer na equipe, após as saídas. Algumas peças mais salientes e pontuais. Não podemos errar de maneira nenhuma. A diretoria tem plena confiança em toda a comissão técnica, que desenvolve trabalho extremamente bom", salientou.

JORGINHO
Questionado sobre uma possível mudança no comando técnico - Jorginho vem sofrendo fortes críticas dos torcedores -, o presidente deu todo o respaldo ao treinador, que deve usar a parada da Copa América para ajustar a equipe. Ele ainda tem participada diretamente na busca por reforços.

"Jamais passou pela nossa cabeça uma postura de mudança. Temos a certeza de que haverá reviravolta do plantel. Todos estão unidos em torno do mesmo objetivo. Os últimos jogos foram atípicos. Não cogitamos a saída do treinador de maneira nenhuma", cravou.

"Quanto à demissão dos outros treinadores, tínhamos motivos suficientes para não postergar o trabalho, pois entraríamos em uma situação muito pior em relação a que nos encontrávamos. A diretoria tem outra visão sobre administrar o clube. Não criamos nenhuma ação trabalhista", completou.