Negociação entre Ponte Preta e destaque da Série A3 pode melar

A diretoria do Osasco Audax foi procurada também pelo Botafogo-SP e por um clube de fora do país

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 10 (AFI) - José Armando Abdalla segue dando amostras que não está preparado para ser presidente da Ponte Preta. Antes dada como certa pelo mandatário, a negociação envolvendo o meia Marcondele corre o risco de ir por água abaixo.

Destaque da Série A3 do Paulista pelo Osasco Audax, com 11 gols em 21 jogos, Marcondele tem propostas também do Botafogo-SP e de um time de fora do país. A diretoria, inclusive, prioriza a negociação com o clube estrangeiro por envolver dinheiro.

"O Marcondele, de 23 anos, está chegando do Audax, assim como foi com o Ítalo. Foi destaque no interior, com 11 gols em 21 jogos", revelou Abdalla na última terça-feira.

O meia Marcondele (de vermelho) corre o risco de não fechar com a Ponte Preta
O meia Marcondele (de vermelho) corre o risco de não fechar com a Ponte Preta
BOM RELACIONAMENTO PODE PESAR

A Macaca, porém, conta com o bom relacionamento que tem com o presidente do Osasco Audax, Mário Ponte Preta, para ter Marcondele. Pontepretano assumido, o dirigente é quem dá a palavra final no clube paulista e teria o desejo de ver Marcondele vestindo a camisa alvinegra.

Caso semelhante aconteceu com Matheus Vargas. Emprestado pelo Osasco Audax desde o ano passado, o camisa 10 se destacou na Ponte Preta e despertou interesse de outros clubes, como o Atlético-MG, mas a permanência em Campinas foi garantida graças a Mário Ponte Preta.

Com passagens pelas categorias de base de Internacional, Grêmio, Novo Hamburgo e Vasco, Marcondele se profissionalizou no Marília e chegou ao Osasco Audax em 2017, passando ainda pelo Audax Rio antes de se destacar nesta temporada.