Ponte Preta e Matheus Marcondele encaminham acerto para Série B

Meia-atacante foi o artilheiro do Audax na Série A3 e deve ser emprestado até o Campeonato Paulista de 2020

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 08 (AFI) - O presidente da Ponte Preta, José Armando Abdalla Júnior disse, à Rádio 1900, veículo institucional, que Matheus Marcondele será um dos novos reforços da Macaca.

O meia-atacante disputou a Série A3 do Campeonato Paulista pelo Audax Osasco e, na campanha do título, alcançou status de maior destaque ao fazer 11 gols em 21 jogos.

Detalhes separam o empréstimo de Marcondele à Ponte Preta na Série B
Detalhes separam o empréstimo de Marcondele à Ponte Preta na Série B

Nesta quinta-feira pela manhã, na Grande São Paulo, haverá nova reunião para finalizar as últimas pendências do empréstimo - o valor de vitrine ainda está pendente na negociação.

Entre o jogador e a Macaca, já está tudo certo. O atleta será cedido até o fim do Paulistão de 2020, com opção de mais dois anos de renovação.

O fim da transação acontece a partir do momento em que Mário Teixeira, presidente do Audax Osasco e pontepretano fanático, bater o martelo.

A diretoria campineira monitora Marcondele antes do fim da Série A3. A Alvinegra intensificou as tratativas a partir do último domingo e espera sacramentar o negócio nas próximas horas.

QUEM MAIS?

A 'joia' do Audax é um dos nomes com quem a Macaca tem tratativas em andamento. O meia-atacante Marquinhos, do Corinthians, e Lucas Silva, atacante do Flamengo, também estão em pauta.

O executivo de futebol, Gustavo Bueno, conduz as conversas e discute os últimos detalhes para concluir o empréstimo até o encerramento da Série B do Campeonato Brasileiro.

MATHEUS VARGAS

O armador está cedido pelo Audax Osasco até 30 de maio e tem situação encaminhada para permanecer na Ponte Preta.

Matheus Vargas tem situação encaminhada para permanecer na Ponte Preta.
Matheus Vargas tem situação encaminhada para permanecer na Ponte Preta.

No mesmo encontro para se definir o imbróglio de Marcondele, as partes vão discutir a continuidade de Matheus Vargas em Campinas.

Em pauta, a prorrogação do empréstimo por mais dois anos e meio - a tendência é que a Macaca fique com a taxa de vitrine no primeiro momento - a porcentagem ainda está incerta.