Treinador admite possibilidade da Ponte Preta perder jogadores importantes

Jorginho citou o goleiro Ivan e disse que a situação financeira do clube pode causar a saída de algumas peças

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) - A entrevista coletiva concedida por Jorginho nesta sexta-feira deixou os torcedores da Ponte Preta preocupados. O treinador admitiu a possibilidade de jogadores importantes deixarem a Macaca antes do fim da Série B do Brasileiro.

A situação financeira delicada que passa o clube - no início da semana divulgou o balanço financeiro com déficit de R$ 5,9 milhões - pode fazer a diretoria negociar alguns jogadores desde que apareçam boas propostas.

"Podemos perder, sim, jogadores importantes. Estamos atentos à situação financeira do clube. Com isso, a saída de um ou outro jogador vai ser necessário por questão financeira e até a chegada de jogadores mais baratos", comentou o treinador.

O goleiro Ivan está valorizado e pode deixar a Ponte Preta antes de dezembro
O goleiro Ivan está valorizado e pode deixar a Ponte Preta antes de dezembro
Jorginho falou sobre um atleta em específico: Ivan. Com possibilidades de ser convocado para defender a seleção brasileira olímpica, o goleiro de apenas 21 anos não deve continuar no Moisés Lucarelli por muito tempo, segundo o treinador. O Corinthians já demonstrou interesse na sua contratação.

REFORMULAÇÃO
Desde a eliminação ainda na fase de grupos do Campeonato Paulista, a Ponte Preta vem passando por uma reformulação em seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. Dois jogadores deixaram o Moisés Lucarelli e três foram contratados.

Pouco utilizados, os atacantes Dudu e Marlyson foram liberados. Por outro lado, o meia Alex Maranhão e os atacantes Facundo Batista e Renato Kayzer chegaram. No início da semana, surgiu a notícia de que o volante Fernando Bob e o meia Renato Cajá demonstraram interesse em voltar ao clube.

O treinador pontepretano elogiou bastante os dois jogadores, com quem já trabalhou, mas disse não estar sabendo de nada. Ambos acionaram a Justiça após o rebaixamento no Brasileirão de 2017 e seus nomes agradam os torcedores.