São Bento 1 x 2 Ponte Preta - Macaca mantém sonho por vaga nas quartas

Mesmo com poucas chances, time campineiro segue na cola do Red Bulll

por Agência Futebol Interior

Sorocaba, SP, 10 (AFI) – A Ponte Preta manteve o sonho vivo em buscar a classificação à próxima fase do Campeonato Paulista. Na noite deste domingo, no complemento da décima rodada, o time campineiro seguiu com esperanças ao derrotar o São Bento, por 2 a 1, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba. Thalles e Nathan anotaram os gols alvinegros, enquanto Cafu descontou.

O resultado manteve a Ponte Preta em terceiro lugar no Grupo A, com 16 pontos, cinco atrás do Red Bull, restando dois jogos para o final da primeira fase.


O São Bento, por outro lado, é o lanterna da classificação geral, com apenas quatro pontos, correndo sérios riscos de rebaixamento.


RÁDIO FI E SUPER FM
Este jogo foi transmitido, ao vivo pela Rádio Futebol Interior em parceria com a Rádio Super FM de Sorocaba.

O comando geral é de Hidalgo Neto, com narração de Fábio Marcondes, comentário de Flávio Bluzacosca, reportagens com a torcida de Nestor Soares e de campo com Luiz Gonçalves. A participação especial foi do ex-jogador do São Bento, Candinho.

MEXEU E...
Com algumas novidades, como as entradas de Ygor, no gol, e Arnaldo na lateral, a Ponte Preta entrou em campo basicamente com a mesma estrutura dos últimos jogos e começou assustando o São Bento.

Hugo Cabral arriscou de longe e exigiu boa defesa de Henal, logo aos sete minutos. O São Bento tentou responder em seguida com Alex Maranhão, mas enfrentou dificuldades na criação e viu a Ponte Preta trocar passes com liberdade no campo de ataque.

Aos 25 minutos, após boa triangulação pela direita, Gerson Magrão recebeu na entrada da área e finalizou firme, exigindo outra defesa de Henal. Aproveitando a superioridade, a Ponte abriu o placar aos 39 minutos. Em jogada parecida, Matheus Vargas recebeu de frente do gol e carimbou a trave. No rebote, Thalles finalizou firme e não deu chances ao goleiro do São Bento.

SANTO CAFU!

Com a corda no pescoço, o São Bento voltou com uma alteração para o segundo tempo: Cafu na vaga de Mazola. Em seu primeiro toque na bola, o meio-campista empatou a partida, pegando sobra de cobrança de escanteio. O gol animou o São Bento, que se lançou ao ataque, tentando aproveitar o momento.

SEM QUALIDADE
A falta de criatividade e qualidade, no entanto, deixou o time sorocabano dependendo das bolas paradas para criar. Desta forma, o goleiro Ygor praticamente não foi ameaçado.

Com dificuldades na saída de bola, a Ponte demorou para reagir, mas voltou a ficar na frente, aos 17 minutos, em belo gol de Nathan. Ele recebeu de Thalles, que fez bem o pivô, e bateu de longe, no cantinho de Henal.

A partir do gol, a Ponte teve mais espaço para jogar, usando a velocidade. Hugo Cabral, duas vezes, teve condições de concluir o lance, mas acabou errando e desperdiçando boas oportunidades. Nos minutos finais, o São Bento tentou ir para cima, mas voltou a usar as bolas altas e não teve forças para reagir.

PRÓXIMOS JOGOS
A Ponte Preta volta a jogar pelo Paulistão contra o Guarani. O clássico campineiro está marcado para sábado, às 19 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O time, no entanto, vive a expectativa pela remarcação do duelo contra a Aparecidense pela primeira fase da Copa do Brasil.

A equipe alvinegra conseguiu a impugnação do resultado da partida no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por uma suposta interferência externa. O São Bento encara o Red Bull, na próxima sexta-feira, às 18h45, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
10ª rodada
Data
10/03/2019
Horário
19h00
Local
Walter Ribeiro - Sorocaba (SP)
Árbitro
Flavio Rodrigues de Souza

Renda
R$ 45.200,00
Assistentes
Alex Ang Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo

Público
2.965 pagantes
Cartões Amarelos
São Bento: Alex Maranhão, Luizão, Paulo Henrique
Ponte Preta: Nathan, Matheus Oliveira

Gols
São Bento: Cafu 1' 2T
Ponte Preta: Thalles 39' 1T, Nathan 17' 2T
São Bento
Henal;
Edson Ratinho, Wesley Santos, Luizão e Mansur;
Fábio Bahia, Alex Maranhã e Mazola (Cafu);
Paulo Henrique (Pablo), Eder Luis e Alecsandro (Henan)
Técnico: Silas.
Ponte Preta
Ygor;
Arnaldo (Tiago Real), Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan;
Nathan, Gerson Magrão, Matheus Oliveira (Giovanni) e Matheus Vargas;
Hugo Cabral (Matheus Alexandre) e Thalles.
Técnico: Jorginho.