Ponte surpreende e anuncia demissão de auxiliar-técnico que venceu o São Paulo

A decisão foi tomada três dias depois de João Paulo Sanches comandar a Macaca de forma interina na vitória sobre o São Paulo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) - Cada dia que passa, José Armando Abdalla mostra que não está preparado para ser presidente da Ponte Preta. É uma atitude amadora atrás da outra. A última foi nesta terça-feira, quando o auxiliar-técnico João Paulo Sanches foi comunicado que estava sendo dispensado.

A dispensa acontece três dias depois de João Paulo Sanches ter comandado a Ponte Preta de forma interina na vitória sobre o São Paulo, por 1 a 0, em Campinas, pelo Campeonato Paulista. Através da sua assessoria de imprensa, o profissional disse que foi comunicado pelo Recursos Humanos com alegação de corte de gastos.

A Ponte Preta dispensou o auxiliar-técnico João Paulo Sanches nesta terça-feira
A Ponte Preta dispensou o auxiliar-técnico João Paulo Sanches nesta terça-feira

SAIDA ESTRANHA

"Fui comunicado nesta tarde, pela diretoria do clube. Na realidade quem me acionou foi o Recursos Humanos do clube. Me ligaram me pedindo para comparecer no clube.

Quando cheguei, foi comunicado que estava sendo feito o desligamento, perguntei se eu poderia ser informado do motivo e me disseram que se tratava de uma readequação financeira.

Na transição para o Jorginho, cheguei a comandar a equipe na partida contra o São Paulo. Treinamos três dias para o jogo, saímos vitoriosos e, agora, fui pego de surpresa pela notícia da minha demissão.

Nós lamentamos, porque mostramos que poderíamos ajudar na sequência da temporada, pela força do elenco e confiança no nosso trabalho", disse João Paulo Sanches.

RÁPIDA TRAJETÓRIA
Contratado em setembro ano passado para integrar a comissão técnica permanente do clube depois de deixar o Atlético-GO, João Paulo Sanches sequer viajou com a delegação para Aparecida de Goiânia, onde a Macaca foi eliminada precocemente na primeira fase da Copa do Brasil pela modesta Aparecidense, ao perder por 1 a 0, em um jogo bastante polêmico.

A demissão inesperada de João Paulo Sanches, ainda mais do jeito que aconteceu, escancara ainda mais o amadorismo da diretoria liderada por José Armando Abdalla, que em sua gestão já tem sete trocas de treinadores.

 
 
" />