Ponte Preta 3 x 0 Náutico – Macaca dá show e encaminha classificação

Com primeiro tempo perfeito, Ponte goleia Timbu e se aproxima das oitavas de final da Copa do Brasil

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) – Com um primeiro tempo perfeito, a Ponte Preta deixou a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil bem encaminhada ao golear o Náutico, por 3 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, pela quarta fase. A partida desta quarta-feira marcou a reestreia de Doriva no comando alvinegro.

Os dois times voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, novamente às 21h45, na Arena de Pernambuco, em Recife. A Ponte Preta pode perder até por dois gols de diferença que garante a classificação para as oitavas de final, enquanto o Náutico precisa ganhar de quatro ou mais. Uma vitória pernambucana por três gols leva a decisão para os pênaltis.

A partida foi transmitida ao vivo pela Rádio Futebol Interior, com narração de Carlos Corsato, comentários de Tiago Caetano, reportagens de Marcelo Corsato e Luis Fabiani no placar ao vivo. Giovane Paiola esteve na coordenação da TV Futebol Interior.

O QUE É ISSO, PONTE?
Os pontepretanos reclamaram de um pênalti não assinalado pelo árbitro em cima de Emerson logo aos dois minutos. A Macaca tinha mais posse de bola, mas o Náutico se defendia com praticamente todos os jogadores, congestionando a frente da área.

Jogadores da Ponte Preta comemoram um dos três gols marcados diante do Náutico (Foto: Fabio Leoni/Ponte Press)
Jogadores da Ponte Preta comemoram um dos três gols marcados diante do Náutico (Foto: Fabio Leoni/Ponte Press)

Aos 15 minutos, a pressão deu resultado. Paulinho cruzou, a zaga alvirrubra afastou mal na marca do pênalti e Orinho acertou um bonito chute de primeira, sem deixar a bola cair. O camisa 11 só não marcou o segundo na sequência porque Bruno espalmou para escanteio com as pontas dos dedos.

A Macaca ampliou aos 20 minutos com um golaço de Felipe Saraiva. O atacante recebeu na área, deixou Kevyn e Bruno no chão antes de finalizar no cantinho. O terceiro não demorou para vir. Aos 26, Júnior Santos ganhou a dividida com dois jogadores do Náutico, invadiu a área e bateu na saída do goleiro. É a estreia do camisa 9 pontepretano.

Na sequência, Paulinho fez boa jogada individual e soltou a bomba de fora da área com muito perigo. O Náutico não conseguia jogar. Depois de um começo alucinante, a Ponte Preta tirou o pé do acelerador e viu o Timbu criar a primeira oportunidade aos 41 minutos. Júnior Timbó cruzou rasteiro e Odilávio desviou de carrinho pela linha de fundo.

TIROU O PÉ
Insatisfeito com o futebol apresentado pelo time no primeiro tempo, o técnico Roberto Fernandes voltou com duas mudanças: Fernandinho e Hygor entraram nos lugares de Júnior Timbó e Gabriel Araújo. A situação do Náutico, porém, ficou mais complicada aos seis minutos, quando Jobson acertou uma cotovelada em Lucas Mineiro e foi expulso.

A Ponte Preta tocava a bola esperando o tempo passar, sem se esforçar muito mesmo tendo um homem a mais em campo. Aos 18 minutos, Bryan bateu colocado e Ivan fez a sua primeira defesa em todo o jogo. A partida caiu muito de produção.

Aos 39 minutos, Aaron recebeu cruzamento e bateu de primeira. A bola passou muito perto da trave defendida por Bruno. Na sequência, Orinho fez grande jogada individual e cruzou para Felippe Cardoso, que só não completou porque a zaga tirou para escanteio.

Ficha Técnica

Fase
Quarta Fase
Rodada
1ª rodada
Data
11/04/2018
Horário
21h45
Local
Moisés Lucarelli - Campinas (SP)
Árbitro
Daniel Nobre Bins - RS

Renda
R$ 42.220,00
Assistentes
Rafael da Silva Alves - RS e Elio Nepomuceno de Andrade Junior - RS

Público
3.541 total
Cartões Amarelos
Ponte Preta-SP: Lucas Mineiro, Marciel
Náutico-PE: Kevyn, Jobson, Fernandinho

Cartões Vermelhos
Náutico-PE: Jobson
Gols
Ponte Preta-SP: Orinho 15' 1T, Felipe Saraiva 20' 1T, Júnior Santos 26' 1T
Ponte Preta-SP
Ivan;
Emerson, Renan Fonseca, Reynaldo e Marciel;
Nathan, Paulinho e Lucas Mineiro (Murilo);
Orinho, Júnior Santos (Felippe Cardoso) e Felipe Saraiva (Aaron).
Técnico: Doriva
Náutico-PE
Bruno;
Thiago Ennes, Camutanga, Camacho e Kevyn;
Negretti, Jobson e Júnior Timbó (Hygor);
Bryan, Odilávio (Tharcysio) e Gabriel Araújo (Fernandinho).
Técnico: Roberto Fernandes