Após invasão de torcedores em hotel, Ponte Preta publica nota de repúdio

Imagens divulgadas nesta sexta-feira mostram o momento em que um grupo de pontepretanos invade o local onde elenco se concentrava

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - Antes de empatar sem gols com o Red Bull, na última quinta-feira, a Ponte Preta teve que lidar com uma invasão de torcedores ao hotel no qual o elenco estava concentrado. O grupo de pontepretanos não chegou a ter contato com os atletas, mas o clube registrou Boletim de Ocorrência e publicou uma nota de repúdio no site oficial, nesta sexta-feira.

A invasão ainda não havia sido exposta, mas Eduardo Baptista comentou o fato, sem maiores detalhes, logo após a partida contra o Red Bull. “Amanhã vocês vão saber o que aconteceu no nosso hotel. A coisa se torna perigosa, a gente tem de proteger os meninos”, disse o treinador na ocasião.

Torcedores invadiram hotel onde o elenco estava concentrado. (Foto: Circuito interno do hotel)
Torcedores invadiram hotel onde o elenco estava concentrado. (Foto: Circuito interno do hotel)
O clima pesado parece ter influenciado o desempenho do time, que não fez uma boa partida e chega à rodada final brigando contra o rebaixamento. Eduardo Baptista foi demitido nesta tarde, assim como o gerente de futebol Gustavo Bueno, fato que ainda será oficializado.

LEIA A NOTA DE REPÚDIO DA PONTE:
A Ponte Preta repudia a invasão realizada por um grupo de aproximadamente 25 pessoas ao hotel onde o elenco estava concentrado na noite da última quarta-feira. A segurança da Ponte, assim como a do próprio hotel, estava presente e os atletas permaneceram em seus quartos sem qualquer risco, sendo que não ocorreu nenhuma agressão física ao grupo. Foi registrado Boletim de Ocorrência e medidas legais já foram adotadas pela Ponte. As imagens foram cedidas pelo hotel e estão com a Polícia. A Ponte Preta repudia veementemente qualquer tipo de violência e irá acompanhar de perto o desenrolar das investigações.

 
 
" />