LUTO! Terceiro jogador que mais vestiu a camisa da Ponte morre nesta sexta

Apenas Dica e Bruninho atuaram mais vezes pela Macaca que o ex-volante

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 24 (AFI) – Faleceu na manhã desta sexta-feira, Agenor Epiphânio, mais conhecido como Pitico. Para alguns, ele não chega a ser tão conhecido, mas escreveu uma importante história na Associação Atlética Ponte Preta, sendo o terceiro jogador que mais vestiu a camisa alvinegra.

Com 84 anos, o ex-volante da Ponte Preta estava internado no Hospital Beneficência Portuguesa, em Campinas, com problemas pulmonares desde o mês passado. Seu corpo será velado no Cemitério da Saudade ainda nessa sexta-feira e o sepultamento vai acontecer no próximo sábado.

Ao longo de sua carreira, Pitico atuou por quase 15 anos com a camisa da Ponte Preta, entre os anos de 1946 a 1960, onde acabou se destacando principalmente pela raça demonstrada dentro de campo. Ao longo desses anos, o ex-volante disputou 537 jogos, sendo 32 dérbis e anotou 28 gols pela Macaca. Em 1954, chegou a ser emprestado para a Portuguesa, mas ficou apenas três meses e retornou ao Majestoso.

"Se jogasse hoje, teria muito dinheiro. Por outro lado, nunca precisei beijar o escudo na camisa para mostrar que era pontepretano", afirmou o ex-jogador em entrevista ao jornalista Stephan Campineiro em fevereiro deste ano.

Com 537 jogos, Pitico foi o terceiro jogador que mais vestiu a camisa da Ponte Preta em toda a sua história. Na frente dele, apenas o craque e ídolo alvinegro Dica, com 581, e também Bruninho, que defendeu a Macaca em 570 oportunidades.

 
 
" />