Piauiense: Presidente renuncia após atrito com elenco campeão Segunda Divisão

Ele estava no a cargo desde 2016 e agora o clube precisará realizar novas eleições.

por Agência Futebol Interior

Picos, PI, 27 (AFI) - No fim de outubro, o Picos sagrou-se campeão da Segunda Divisão do Campeonato Piauiense. Entretanto, a situação fora de campo está ruim, tanto que o presidente Rodrigo Lima pediu renúncia nesta quarta-feira.

Rodrigo divulgou carta afirmando que todos que foram eleitos deixarão a diretoria. Ele estava no a cargo desde 2016 e agora o clube precisará realizar novas eleições.

O motivo foi o atrito com o elenco, que criou um grupo no WhatsApp para cobrar salários atrasados e premiação por conta do acesso e título. Apesar do atraso, os valores começaram a ser pagos na última semana.

Apesar de repudiar a conduta de alguns jogadores, Rodrigo afirmou que deixa o clube de forma pacífica e sem ressentimentos, se colocando à disposição para auxiliar no inscrição do time no próximo campeonato.

Foto: Reprodução / Instagram
Foto: Reprodução / Instagram
LEIA A CARTA NA ÍNTEGRA

Caros amigos, torcedores e simpatizantes da Sociedade Esportiva de Picos, venho por meio desta, informar a minha renúncia perante a Presidência da Sociedade Esportiva de Picos.

Assumi a Presidência em meados de abril de 2016, com a missão de, naquela oportunidade, dar continuidade à participação do time até o final do campeonato. Em 2017, firmamos convênio com o município e conseguimos apoio de diversos empresários da cidade e também da capital, e mesmo com o orçamento reduzido comparado com ao ano anterior, formamos um time competitivo. Todavia, não logramos êxito, tendo o time sido rebaixado para angústia e tristeza de todos os picoenses.

Em 2018, participamos de reuniões com a federação, contatamos empresários e mais uma vez o município, através do prefeito Padre Walmir, para que disputássemos a Segunda Divisão, mas não houveram times inscritos suficientes para consolidar a disputa, ficando a SEP desativada por um ano, sendo alvo de críticas e pedidos incansáveis de renúncia, mas mesmo contra a vontade de familiares e amigos, não renunciei, pois tinha em mim o desejo de devolver a alegria aos torcedores picoenses.

Agora em 2019, participamos do Campeonato Piauiense da 2ª divisão com o objetivo de retornar à 1ª divisão. Logramos êxito com o acesso e fomos coroados com o título de campeão.

Sou eternamente grato a todo apoio dispensado por parte da Prefeitura de Picos, na pessoa do prefeito Padre Walmir e por todo apoio destinado pelos amigos e os mais de 30 empresários (patrocinadores) que destinaram recursos para apoiar o time.

Todavia, o caminho trilhado é difícil e muitas são as dificuldades encontradas para quem deseja estar à frente de um clube, que já trouxe muita alegria para os picoenses e revelou muitos jogadores, Brasil a fora.

É de conhecimento de todos as dificuldades e problemas financeiros enfrentados pela SPE desde a sua fundação. São inúmeras as batalhas judiciais, dívidas, acordos e problemas administrativos, mas durante nossa gestão conseguimos sanar inúmeros problemas e acordar com diversas partes, sendo que as fontes de recursos não conseguem custear sequer as despesas referentes à participação do campeonato, quem dirá as anteriores a este.

É com sentimento de dever cumprido e por entender que meu ciclo frente à SEP se encerrou, que renuncio a presidência de forma pacífica, sem mágoas ou ressentimentos, deixando livre o espaço para alguém que possa contribuir com nosso amado time. Me coloco à disposição para auxiliar quem quer que seja nos trâmites referentes à participação do time no próximo campeonato