Piauiense: Técnico do Flamengo, Celso Teixeira diz: 'Voltei para conquistar o título'

“Todos sabem que não foi financeiramente que vim pra cá. Vim pelo pedido do próprio torcedor e queria agradecer pelo apoio", falou

por Grande Área - Campinas

Teresina, PI, 04 (AFI) - O técnico Celso Teixeira mais uma vez falou à imprensa após assumir o comando do Flamengo-PI e reforçou a satisfação do seu retorno ao clube. Para ele, que comenda o time no Estadual Piauiense de 2017, o título é o objetivo principal. Enfrentar as dificuldades e os fortes adversários não será o que vai mover o seu trabalho daqui pra frente.

“Todos sabem que não foi financeiramente que vim pra cá. Vim pelo pedido do próprio torcedor e queria agradecer pelo apoio. Se eu voltei, eu voltei com um objetivo. Tenho respeito e sei da dificuldade que vou enfrentar, porque temos grandes adversários”, disse Celso Teixeira, em coletiva nesta manhã.

Celso Teixeira em coletiva de imprensa (Fotos: Wilson Filho/Flamengo-PI)
Celso Teixeira em coletiva de imprensa (Fotos: Wilson Filho/Flamengo-PI)
Antes mesmo de começar os trabalhos, o clube já sofreu algumas baixas no elenco que havia planejado trabalhar, mas o técnico acredita que nada vai impedir de montar um time competitivo.

Nesta terça-feira, foi anunciada a desistência do zagueiro Rafael Araújo, que preferiu trocar o Flamengo-PI por um outro clube e está negociando com o Mais Querido a quebra do pré-contrato que assinou.

MOTIVAÇÃO
Sem grandes investimentos, o Flamengo vem para o Estadual de 2017 com um time formado por atletas que já atuaram no futebol piauiense e nordestino. E a união deve fazer a diferença do elenco em campo.

“Vamos ter adversários com grandes investimentos e a gente sabe, sem menosprezo, que não é o caso do nosso time, o Flamengo, apesar do esforço que o presidente Tiago e toda a diretoria estão fazendo. Mas voltei com um objetivo só, de conquistar o título que a equipe não conquista há muito tempo aqui”, focou o treinador do Mais Querido.

CARREIRA
Celso Teixeira, 55 anos, iniciou a carreira no Rio Verde, do Goiás, e passou por Portuguesa, Ponte Preta, CSA, Bragantino, Criciúma, Ceará, CRB, Sampaio Corrêa, União Barbarense, Central, Operário-MS, e muitos outros.

No currículo, tem quatro campanhas de destaques. Foi campeão alagoano com o Corinthians, em 2004. Voltou a conquistar o mesmo estadual, em 2011, pelo Coruripe. Levou ainda o Sergipano pelo Itabaiana, em 2012, e o Potiguar, com o Potiguar de Mossoró, em 2013.

aaa