Boa notícia! Recuperado da Covid, tetracampeão pelo Brasil recebe alta do hospital

Branco estava internado desde o dia 16 de março e agora poderá terminar sua recuperação em casa

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 03 (AFI) - Os amantes do futebol tiveram uma boa notícia no começo da tarde deste sábado (03). Isso porque depois de duas semanas internado em um hospital na Zona Sul do Rio de Janeiro por conta da covid-19, sendo boa parte dos dias na UTI, enfim o tetra campeão mundial pelo Brasil em 1994 e atual coordenador da seleção brasileira masculina de base, Branco, de 56 anos, recebeu alta hospitalar e irá terminar sua recuperação em casa.

Com isso, ele poderá passar a Páscoa ao lado da família. Branco estava internado desde o dia 16 de março. Dois dias depois precisou ser sedado e teve que respirar com ajuda de aparelhos de ventilação mecânica. Mas, nos últimos dias, teve uma rápida melhora e foi extubado. Havia deixado a UTI na última quarta-feira e estava no quarto desde então.

Hoje, Branco é coordenador das seleções de base masculinas da CBF. Ele contraiu o novo coronavírus após integrar a delegação que viajou até Recife, no início de março, para um período de preparação e amistoso com o Retrô FC. O técnico do sub-18 Dudu Patetuci, o auxiliar Igor Cotrim e o assessor Bruno Pacheco também foram infectados.

Branco recebeu alta na tarde deste sábado (03)
Branco recebeu alta na tarde deste sábado (03)

CARREIRA
Revelado pelo Internacional, Branco se tornou conhecido nacionalmente no começo dos anos 80, onde se transferiu para o Fluminense e conquistou os títulos de campeão Brasileiro de 1984 e tricampeão Carioca: 1983, 1984 e 1985. Teve passagens também por Flamengo, Corinthians, Brescia, Genoa - ambos da Itália - e Porto, de Portugal.

Na seleção brasileira foi um dos heróis do título da Copa do Mundo de 1994 disputado nos EUA, mancando um gol decisivo contra a Holanda nas quartas de final. Também jogou os Mundiais de 1986 no México e 1990 na Itália. Também levantou o caneco da Copa América de 1989 com a amarelinha.

O Fluminense, clube o qual Branco é ídolo, também fez questão de homenagear a notícia deste sábado. O clube carioca postou um vídeo em que, de cadeira de rodas, o ex-jogador é direcionado à saída do hospital onde ficou, na zona sul do Rio de Janeiro. Diversas pessoas o aplaudiram. "Estamos emocionados junto com você, Guerreiro!", escreveu a equipe.