Luto! Morre supervisor conhecido no interior paulista

Reorganizou o bragantino no final dos anos 80 e depois foi 'homem de confiança' de Beto Zini nos anos 90 no Guarani

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) - Faleceu na madrugada desta segunda-feira, em Campinas, o ex-supervisor de futebol Adilson Orsi, mais conhecido como Tuta Orsi, que nos anos 1980 e 1990 trabalhou em várias equipes do interior paulista. Ele tinha 80 anos, nasceu e viveu em Campinas. Há algum temo ele vinha sofrendo com algumas enfermidades da idade. O enterro vai acontecer na terça-feira à 10 horas no Cemitério da Saudade, em Campinas.

No futebol, depois de ter atuado em equipes amadoras, fez sucesso em times do interior, tendo trabalhado no Ponte Preta, Mogi Mirim, Ituano, Rio Branco, Bragantino, entre outros. Com grandes campanhas, conquistou acessos várias vezes.

TRÂNSITO LIVRE

Tuta Orsi: amante do futebol
Tuta Orsi: amante do futebol

Fez parte do grupo chamado "Cilinista" que acompanhou a carreira do técnico Cilinho, Otacílio Pires de Camargo, desde a década de 60 até 90. Mesmo assim, Tuta Orsi tinha bom relacionamento com dirigentes e amigos nos dois clubes rivais de Campinas: Guarani e Ponte Preta.

No final da década de 80 foi um dos responsáveis pela reorganização do Bragantino, que foi campeão da Segundona Paulista - atual Série A2 - em 1988.

"Ele foi importante naquela ocasião e sempre me ajudou com sugestões e conselhos. Acima de tudo um amigo" - comentou Marco Chedid, presidente de honra do agora Red Bull Bragantino.

Seu melhor momento, porém, foi no Guarani, onde trabalhou na década de 90, quando era 'homem de confiança' do presidente Beto Zini que montou os maiores elencos da história do clube.

"Um homem de caráter e amigo fiel" - ressaltou Beto Zini.