Luto! Morre um dos maiores goleiros da história do Corinthias

Além do Timão, Cabeção jogou por Bangu-RJ, Portuguesa, Comercial de Ribeirão Preto, Juventus-SP, Portuguesa Santista e Bragantino

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 06 (AFI) - O futebol brasileiro começa com uma notícia triste para a torcida corintiana: morreu Cabeção, um dos maiores goleiros da história do clube. Ele tinha 89 anos e já não vinha bem de saúde de algum tempo.

Nascido na capital paulista em 23 de agosto de 1930 e batizado Luiz Morais, Cabeção foi goleiro do Corinthians por 17 anos, tendo feito mais de 300 jogos com a camisa titular do Timão.

Cabeção nos tempos de jogador da Portuguesa (Foto: Divulgação)
Cabeção nos tempos de jogador da Portuguesa (Foto: Divulgação)
Para os mais antigos, Cabeção foi o melhor goleiro do Corinthians de todos os tempos, rivalizando com Gylmar, Ronaldo, Dida e Cássio.

CABEÇÃO JOGOU ATÉ 39 ANOS E JOGOU EM OUTRAS EQUIPES IMPORTANTES
Além do Corinthians, Cabeção jogou por Bangu-RJ, Portuguesa, Comercial de Ribeirão Preto, Juventus-SP, Portuguesa Santista e Bragantino, onde encerrou a carreira em 1969, aos 39 anos.

Na Seleção Brasileira, Cabeção esteve na Copa do Mundo em 1954. Em suas entrevistas, gostava de dizer que foi o primeiro goleiro a usar luvas, isso no final dos anos 1950.

Cabeção em imagem recente (Foto: Milton Neves)
Cabeção em imagem recente (Foto: Milton Neves)
CABEÇÃO FOI TREINADOR POR QUASE 30 ANOS
Depois de encerrar a carreira de jogador, com muito conhecimento e prestígio, Cabeção passou a trabalhar como treinador nas categorias de base do Corinthians permanecendo por 20 anos, chegando a dirigir interinamente a equipe principal corintiana nos anos 1970.

Ainda como treinador, trabalhou em equipes do interior paulista e no Paraná. Cabeção foi enterrado na tarde dessa segunda-feira no Cemitério da Quarta Parada, em São Paulo.

Cabeção nos tempos de Corinthians (Foto: Arquivo Corinthians)
Cabeção nos tempos de Corinthians (Foto: Arquivo Corinthians)