Luto! Ex-atacante é executado após perseguição e emboscada no interior de Alagoas

Adriano Pereira de Souza, mais conhecido como Cabelão, atuou por América-SE e São Domingos-SE e vinha trabalhando no futebol feminino

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 16 (AFI) - O futebol nacional está de luto! Afinal, morreu, na tarde do último sábado, o ex-atacante Cabelão, que vinha trabalhando com futebol feminino. Ele foi assassinado na cidade de Pão de Açúcar, Sertão de Alagoas.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 15h30, Adriano Pereira de Souza, nome de batismo do ex-jogador, estava dirigindo uma moto na companhia da filha, quando, chegando ao estádio Elisão, foi atingido por disparos vindos do interior de um carro prata que ainda não foi identificado.

A pacata cidade de Pão de Açúcar - Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Pão de Açúcar
A pacata cidade de Pão de Açúcar - Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Pão de Açúcar

15 TIROS
Cambaleante, ele conseguiu se arrastar pela rua Campo Grande até chegar em uma casa na Senhor do Bonfim, quando tomou mais tiros - ao todo, teria sido alvejado 15 vezes.

Ele foi atendido pela Unidade Mista de Saúde Dr. Djalma Gonçalves dos Anjos e encaminhada ainda com vida ao Hospital Clodolfo Melo, em Santana do Ipanema, mas a morte foi confirmada por volta das 18h.

DOIS TIMES
Cabelão, que atuou por América-SE e São Domingos-SE, já tinha sido alvo de criminosos no começo do ano, mas tinha escapado. Assim, ao que tudo indica, a morte dele foi 'encomendada'.

Um Fox com placa de Lagarto (SE) da cor prata, carro produzido pela Volkswagen, foi encontrado em Delmiro Gouveia (AL). A PM acredita que o veículo possa ter sido utilizado no assassinato de Adriano.