Luto! Morre ex-gerente de futebol de Catanduvense, América-SP e Rio Preto

Wagner Violin, de 67 anos, vinha lutando contra o câncer, que estava em fase de metástase

por Oscar Silva

Tanabi, SP, 8 (AFI) - O futebol paulista está de luto. Faleceu, na última segunda-feira, Wagner Violin, de 67 anos, ex-gerente de futebol que residia em Tanabi. Ele estava internado no hospital Beneficência Portuguesa, em São José do Rio Preto. Na carreira, trabalhou no América-SP, no Catanduvense, no Rio Preto e no Tanabi, mas, desde de maio do ano passado, vinha lutando contra o câncer, que estava em fase de metástase.

O sepultamento aconteceu na manhã desta terça-feira, em sua terra natal, Tanabi. Wagner Violin deixa a esposa Ana Marisa, os filhos Leandro, Geovana e Thiago e mais duas netas.

"Meu pai fazia bastante o trabalho de documentação para clubes da região. Fez bons amigos no futebol, recebemos muitas ligações e ficamos felizes por ele ser lembrado", disse o Leandro.

Luto! Morre Wagner Violin, ex-gerente de futebol de Catanduvense, América-SP e Rio Preto
Luto! Morre Wagner Violin, ex-gerente de futebol de Catanduvense, América-SP e Rio Preto
Além da parte burocrática, o ex-cartola ajudava na montagem das equipes e, por inúmeras vezes, foi a campo como treinador. O último trabalho foi pelo Rio Preto, no Paulista A2 de 2017.

Ele chegou ao Jacaré no final de 2015 depois de trabalhar por sete anos no Grêmio Catanduvense, onde ajudou a conduzir o clube ao inédito acesso ao Paulistão, em 2011.

No clube rio-pretense, ajudou na montagem da equipe vice-campeã do Paulista A3 de 2016. No início do ano passado, resolveu se afastar do futebol para cuidar da esposa, que também enfrenta problemas de saúde.

 
 
" />