Parceiro do goleiro Bruno ganha liberdade, mas terá que cumprir regras

Macarrão, condenado junto com Bruno pela morte de Eliza Samudio, conseguiu liberdade condicional

por Agência Futebol Interior

Pará de Minas, MG, 01 (AFI) – Condenado como cúmplice de Bruno pelo assassinato da modelo Eliza Samudio, em 2010, Macarrão, melhor amigo do goleiro, conseguiu liberdade condicional. Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, estava em regime aberto desde março, mas assinou um acordo com a justiça em Pará de Minas e ganhou a liberdade.

O acordo prevê algumas condições, que poderão levar Macarrão novamente a um regime fechado caso sejam descumpridas. Primeiro, Romão precisará comprovar que tem uma ocupação lícita e comparecer mensalmente em juízo para provar residência fixa e também a ocupação.

Além disso, Macarrão também não poderá frequentar locais considerados de reputação duvidosa pela justiça, como bares, boates e casas de prostituição. O amigo de Bruno também está impedido de trocar de residência, nem se ausentar da comarca, sem prévia autorização judicial. Ele também deverá estar em casa entre 22h e 6h.

Macarrão havia sido condenado a 15 anos de prisão por ser um dos autores da morte de Eliza Samudio. No início do mês, ele recebeu a notícia sobre a mudança no cumprimento da pena, feita pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

 
 
" />