Mauro Fernandes faz história no Central em apenas três meses de trabalho

Patativa eliminou o atual campeão Sport e, agora, espera por Náutico ou Salgueiro na final do Estadual Pernambucano

por Agência Futebol Interior

Caruaru, PE, 22 (AFI) - Mauro Fernandes (foto) sabe que qualquer técnico precisa mais do que três vezes para fazer seu time andar. Mas ainda assim, o experiente treinador quebrou paradigmas e, neste intervalo de tempo, fez história no comando do Central. A Patativa não só derrubou o atual campeão Sport - 1 a 0 no Estádio Lacerdão, em Caruaru, na última quarta-feira -, como se classificou pela primeira vez à final do Campeonato Pernambucano.

"Nosso time está completando três meses de trabalho. Oscilamos no início do Estadual, mas nunca perdemos o foco. Seguimos trabalhando. Sabíamos que teríamos condições de brigar de igual para igual com o restante dos clubes. Agora, temos que manter a tranquilidade. São mais dois jogos para atingirmos nosso objetivo. Estou muito feliz de dar essa alegria ao clube e a cidade de Caruaru", comentou o treinador ao site Grande Área.

O Central, apesar de já ter sido vice-campeão - ficou atrás justamente do Sport -, jamais havia chegado à final. Agora, o Alvinegro espera por Náutico ou Salgueiro que jogarão no próximo domingo.

"Quase ninguém apostada na gente. Por isso, essa final é diferente daquelas que cheguei com Náutico e Sport. Estou feliz por participar deste momento inédito para o Central. Mas nada acabou. Temos que trabalhar muito. E sempre contanto com a força da torcida. Tivemos oito mil torcedores na semifinal e queremos muito mais na final. Precisamos deles", completou.

O Central chega à final com após 12 jogos, sendo sete vitórias, quatro empates e apenas uma derrota.

Mais de Mauro Fernandes:
O técnico Mauro Fernandes iniciou sua carreira de treinador no Auto Esporte-PB em 1984. Dois anos depois, ele foi contratado pelo Botafogo-PB. Ali ele começou sua trajetória de técnico vencedor. Foram três anos no comando do clube, se tornando bicampeão paraibano, o que começou a abrir portas para novos desafios. Em 1990 foi contratado pelo ABC-RN e obteve mais um título na carreira. No ano seguinte, o comandante conquistou o título alagoano com o CSA-AL.

Com passagem também pelo Sergipe-SE, o treinador foi bicampeão Sergipano. Em 1996, ele acertou com o Goiás e foi bicampeão goiano. Do Goiás, ele rumou para o Sport, onde foi tricampeão pernambucano. Logo depois, o treinador trabalhou no Coritiba e também no Botafogo.

Mauro passou por outros clubes como Matonense-SP, Londrina-PR, Brasiliense-DF, onde foi campeão estadual e da Série B com direito a acesso para a elite do Brasileirão, Fortaleza-CE, Gama-DF, Bahia-BA, Vitória-BA, onde conquistou acesso na Série B do Brasileiro, Santa Cruz-PE e Atlético Goianiense, onde foi campeão Brasileiro da Série C em 2008 e acesso à Série B.

O treinador também tem história no América Mineiro, clube que teve a oportunidade de comandar em três oportunidades. Lá, ele é adorado pelos torcedores pelo acesso à elite do Brasileiro de 2010. Ao todo são 18 títulos entre estaduais e brasileiros e seis acessos.