Série B: Paysandu pode ir atrás de Givanildo Oliveira para substituir Dado Cavalcanti

O treinador já passou seis vezes pelo Papão e seu último trabalho foi no rival Remo

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 13 (AFI) - A diretoria do Paysandu segue trabalhando em busca de um novo treinador para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B depois da saída de Dado Cavalcanti na noite da última quinta-feira, após a derrota para o Vila Nova, por 2 a 1, na Curuzu, pela 15ª rodada.

E um dos nomes mais cotados para comandar o Papão na sequência da Série B é de um velho conhecido da torcida bicolor: Givanildo Oliveira. O treinador de 69 anos está sem clube e seu último trabalho foi justamente no rival Remo, onde conquistou o Campeonato Paraense de 2018 e deixou o cargo em maio, durante a Série C.

O técnico Givanildo Oliveira pode ir para a sua sétima passagem pelo Paysandu
O técnico Givanildo Oliveira pode ir para a sua sétima passagem pelo Paysandu
"Eu tenho um nome lá no Paysandu, então se receber alguma proposta vamos analisar. Mas ainda não fui procurado", disse o treinador ao Portal Futebol Interior.

Essa seria sua sétima passagem pelo Paysandu, onde tem vários títulos. Com Givanildo Oliveira, o Papão foi pentacampeão paraense (87, 92, 2000, 2001 e 2002) e conquistou também a Série B do Brasileiro (2001), a Copa dos Campeões (2002) e Copa Norte (2002). O treinador ainda tem passagens por Sport, Santa Cruz, Ponte Preta, Guarani, Bahia, América-MG, Náutico, Atlético-PR, Vitória e Ceará, entre outros.

OUTROS NOMES!
Além de Givanildo Oliveira, outros nomes teriam sido sondados para substituir Dado Cavalcanti: Marcelo Veiga e Paulo Roberto Santos. O primeiro está no comando do Bragantino, que deve confirmar a classificação para as quartas de final da Série C nas próximas rodadas. Até por isso sua contratação é considerada mais complicada.

Já Paulo Roberto Santos está sem clube desde o dia 25 de junho, quando foi demitido do São Bento após quase cinco anos no cargo. Em 129 jogos no Bentão, o treinador teve 53 vitórias, 49 empates e 27 derrotas.

Sem vencer há sete jogos - cinco derrotas e dois empates -, o Paysandu tem 17 pontos e pode se aproximar da zona de rebaixamento no complemento da rodada. A próxima partida será no dia 21, contra o Oeste, em Barueri, pela 16ª rodada.

 
 
" />