Desportivo Brasil 2 x 1 Marília - Dragão vence duelo direto e agora briga pela ponta

Do outro lado, o MAC conheceu a sua primeira derrota, mas mesmo assim segue na parte de cima da tabela do Paulista A3

por Agência Futebol Interior

Osasco, SP, 27 (AFI) - Em uma das partidas que marcaram a retomada do Campeonato Paulista da Série A3 no começo da noite desta terça-feira (27), Desportivo Brasil e Marília fizeram um jogo de muita qualidade e chances para ambos os lados, no Estádio Prefeito José Liberatti, em Osasco. O Dragão Chinês soube aproveitar melhor as chances que teve e venceu pelo placar de 2 a 1, para se manter invicto e entrar de vez na briga pela liderança do estadual.

O duelo aconteceu em Osasco, já que o Estádio Ernesto Rocco, em Porto Feliz, não tem iluminação apropriada para receber jogos noturnos. Com um retrospecto de dois empates e duas vitórias em quatro jogos, o Desportivo Brasil chegou aos oito pontos e assumiu provisoriamente a segunda colocação. Já o Marília conheceu a sua primeira derrota no estadual, mas vem logo atrás, em terceiro com sete. Porém, pode perder algumas posições com o decorrer da rodada.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS DO DUELO

Espaço incorporado por HTML (embed)

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo do duelo começou bastante equilibrado com as duas equipes procurando espaço para chegar com perigo ao gol adversário, tanto que ambos os times tiveram duas boas chances cada para abrir o placar. Mas, foi aos 35 que o Desportivo Brasil teve a chance de pular na frente, quando a bola bateu no braço do zagueiro Geninho e o árbitro marcou pênalti. Kaynan Ribeiro foi para a cobrança, mas parou na defesa do goleiro Cleber Alves.

Desportivo Brasil vence Marília na retomada do Paulista A3
Desportivo Brasil vence Marília na retomada do Paulista A3

Depois do susto, o Marília também seguiu pressionando o adversário, mas acabou dando mais espaço ao Desportivo Brasil que aproveitou para tirar o placar do zero aos 42 minutos, em um contra-ataque rápido. Alex recebeu um toque açucarado na entrada da área e bateu na saída do goleiro adversário, que nada pode fazer e só olhou a bola entrar. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou mesmo com a vitória parcial do time mandante.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o duelo seguiu movimentado, com o Marília fazendo de tudo para chegar ao empate e o Desportivo Brasil marcando alto, tentando responder em jogada rápidas pelas laterais. Tanto que nos primeiros minutos, o MAC chegou com perigo por duas vezes, a melhor delas em um chute cruzado de Joãozinho que acabou indo para fora. Mas, o DB foi mais decisivo e quando teve espaço, marcou o segundo.

Aos 16, depois de uma boa trama no meio-campo, Washington Tito recebeu pela direita, invadiu a área e bateu cruzado, sem chances para o goleiro do Marília, tanto que foi morrer no fundo das redes. Nos minutos finais, apesar do placar avantajado, o Marília não desistiu e fez o gol de horna com Lucas Lino, aos 48. Por isso, o placar terminou mesmo com a vitória do Desportivo Brasil por 2 a 1.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo já na próxima quinta-feira (29) quando será disputada, de forma completa, a quinta rodada do Paulista A3. Logo às 20h, o Desportivo Brasil visita o Bandeirante, no Estádio Bento de Abreu. Um pouco mais tarde, às 22h, o Marília visita o Olímpia, no Estádio Maria Tereza Breda.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
4ª rodada
Data
27/04/2021
Horário
20h00
Local
Prefeito José Liberatti - Osasco (SP)
Árbitro
Gustavo Holanda Souza

Renda
--
Assistentes
Leandro Fernandes Rodrigues, Matheus Guilherme Biselli da Cruz e Alceu Lopes Junior

Público
Portões Fechados
Cartões Amarelos
Desportivo Brasil: Nathan Índio , Bruno Luka, Igor Cristiano, Luis Henrique
Marília: Jean Pierre

Gols
Desportivo Brasil: Alex 41' 1T, Washington Tito 14' 2T
Marília: Lucas Lino 48' 2T
Desportivo Brasil
Levy Sabatim;
Fábio Sá, Edson, Leonan e Luis Henrique;
Guilherme, Washigton Tito (Vinícius Pequeno), Nathan Índio (Bruno Luka) e Alex (Igor Cristiano);
Lucão (Raynan) e Kaynan Ribeiro (Iago).
Técnico: Elio Sizenando
Marília
Cleber Alves;
Danilo Baia, Geninho, Jean Pierre e Diego Calixto;
Matheus Silva (Bruno Sabiá), Júnior Santos, Léo Couto e Luan Gama (Orlando Júnior);
Joãozinho (Lucas Lino) e Gustavo Nescau (Luiz Henrique).
Técnico: Guilherme Alves