Paulista A3: Finalistas, EC São Bernardo ou Velo Clube, quem deixará de ser vice?

Cachorrão e Galo Vermelho buscam primeiro título no futebol profissional

por Luiz Carlos Éden

Sorocaba, SP, 16 (AFI) - EC São Bernardo e Velo Clube se enfrentam na tarde desta segunda-feira (16), às 15 horas, no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, pelo jogo de volta da final do Campeonato Paulista da Série A3 (Terceira Divisão). Na partida de ida, ocorrida na tarde da última sexta-feira (13), com gols de Lucas Duni e Felipinho, o Velão venceu por 2 a 1, jogo disputado no Estádio Benito Agnelo Castellano, o Benitão, em Rio Claro. Victor Sapo fez o gol do time do ABC.

Resta agora ao Alvinegro abecedista vencer o rival por dois ou mais gols de diferença no tempo normal para ficar com o caneco. Uma vitória simples, ou seja, um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis. Qualquer outro resultado a taça fica com o Rubro-verde de Rio Claro. Lembrando que a equipe campeã também receberá da FPF como prêmio a quantia R$ 100 mil e o vice R$ 77 mil.

As duas equipes finalistas jamais conquistaram um título no futebol profissional, mas agora não tem jeito, chegou a vez !!!!! Quem realizará o sonho ?

Cachorrão e Galo Vermelho buscam primeiro título no futebol profissional (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
Cachorrão e Galo Vermelho buscam primeiro título no futebol profissional (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
CACHORRÃO POR DUAS VEZES VICE-CAMPEÃO
Com 92 anos de existência, o Vovô do ABC entrou para o cenário profissional em 1950, desde então participou, intercaladamente, de 38 estaduais, entre jogos pela segunda, terceira, quarta e quinta divisões. Em 1986, deixou escapar a chance de subir à primeira divisão (Série A1), ficando na terceira colocação do quadrangular de acesso da Segunda Divisão (Série A2), disputado contra Noroeste, Bandeirante e União Barbarense.

Na história, o EC São Bernardo foi vice-campeão por duas vezes. A primeira em 1993, pelo quadrangular de acesso da Segunda Divisão (terceira divisão), disputado contra Jabaquara de Santos, Inter de Bebedouro e Estrela de Porto Feliz. Naquela oportunidade, o Cachorrão (que tinha em seu elenco o zagueiro Luís Pereira - ex-São Bento, Palmeiras, Atlético de Madrid e Seleção Brasileira), mais o "campeão" Jabaquara, conquistaram em campo acesso à Divisão Intermediária (Série A2), porém os dois clube foram prejudicados com a reorganização realizada pela Federação Paulista de Futebol-FPF em suas competições profissionais em 1994.

Na época, o Alvinegro do ABC, por ter estádio para 15 mil lugares, foi convidado à disputar a recém-criada Série A3, enquanto que o Jabuca, sem estádio adequado, foi rebaixado à recém-criada Série B1-A, quarta divisão.

O Velho Bernô voltaria deixar escapar o tão sonhado título 24 anos depois. Desta vez, o Cachorrão perdeu a decisão contra o Manthiqueira, na melhor de duas partidas da final da Segundona de 2017. No jogo de ida, um empate por 1 a 1 no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo e na volta derrota por 2 a 1 no Estádio Dário Rodrigues Leite, em Guaratinguetá.

VELÃO ETERNO VICE?
Já o Velo Clube, com 110 anos de existência, disputa competições oficiais desde 1948, tendo participado da elite do Paulistão apenas uma vez, no ano de 1979.

Ao longo dos anos, o Rubro-verde rio-clarense foi vice-campeão por cinco vezes. A primeira em 1954, quando perdeu o título e acesso para o extinto Clube Atlético Ituano (nada a ver com o atual Ituano FC).

Em 1978, o Galo Vermelho foi vice-campeão da Divisão Intermediária (Série A2) só garantindo vaga na elite de 1979 depois de vencer o rebolo contra o Paulista de Jundiaí, penúltimo colocado do Paulistão 1978.

Passados 13 anos e mais um vice-campeonato. Em 1991, o Velão subiu para Divisão Intermediária (Série A2) como vice-campeão da Segunda Divisão (terceira divisão), perdendo na final para o São Caetano. Em 1996, o time de Rio Claro foi vice-campeão da extinta Série B1-B (quinta divisão) e o Valinhos FC o campeão.

Por fim, em 2010 a equipe velista deixou escapar o título da Segundona (quarta divisão) perdendo a final para o Clube Atlético Taboão da Serra (CATS), com duas derrotas na final; por 2 a 0, no José Ferez em Taboão da Serra e 4 a 0, no Benitão em Rio Claro.