Rio Preto 3 x 2 Barretos - Jacaré engole Touro e entra no G8

Com o triunfo, o Jacaré entra no G8, totalizando nove pontos. Já o BEC caiu para o 12º, também com oito

por Agência Futebol Interior

São José do Rio Preto, SP, 22 (AFI) - Fazendo a sua melhor atuação, o Rio Preto superou o Barretos por 3 a 2, de virada, no encerramento da sétima rodada do Campeonato Paulista Série A3. A partida foi realizada na tarde deste sábado no Estádio Anísio Haddad.

Para o Glorioso da Vila Universitária assinalaram Thiaguinho, Gabriel Barcos e Guilherme Lima, enquanto Branquinho e Anderson Magrão fizeram para o time barretense.

Com o triunfo, o Jacaré entra no G8, totalizando nove pontos. Já o BEC caiu para o 12º com os mesmos oito pontos.

OLHE OS GOLS DA VITÓRIA DO VERDÃO !


RIO PRETO NO ATAQUE

Assim que o árbitro apitou o início do jogo, o time da casa foi com tudo em busca de inaugurar o marcador. Aos oito minutos quase fez com Barcos, que dentro da pequena área tocou com precisão para uma excelente defesa do arqueiro barretense. No rebote, Thiaguinho tentou e o número um do BEC salvou com os pés.

Aos 15, em bela tabela envolvendo o ataque esmeraldino quase o gol. Na entrada da área, Beto encheu o pé e a bola tirou tinta do travessão num verdadeiro perigo. O goleiro Jucemar só ficou olhando a bola sair.

Foto: Muller Merlotto Silva
Foto: Muller Merlotto Silva

TOURO ABRE O PLACAR

Bem na partida, o Rio Preto chegou novamente com perigo com Iago Pereira, que arriscou de longe a a bola rente ao travessão. Na sequência, na falha gritante do zagueiro Guilherme Lima, Branquinho saiu na cara do gol e tocou pro gol fazendo 1 a 0 aos 24 minutos.

Aos 35 quase o tento de empate. De longe, em cobrança de falta de Pereira a bola acertou o travessão setor direito. Quatro minutos após, a chance mais clara do Jacaré. Thiaguinho na cara do gol chutou fraco para a defesa do goleiro barretense. Aos 41, o time do Rio Preto reclamou de pênalti após a bola bater na mão do zagueiro, mas nada foi marcado.

EMPATE

Em seguida, o gol de empate com Thiaguinho. O meia Beto ganhou a bola no meio campo e tocou na medida que só teve o trabalho de tocar para o fundo da rede terminando assim a primeira etapa 1a 1.

BEC FAZ O SEGUNDO

Na volta para o segundo tempo o time da casa voltou com a mesma disposição da primeira etapa, mas levou castigo aos 13 minutos em contra-ataque. Anderson Magrão saiu sozinho na cara do gol e tocou rasteiro no meio do gol, 2 a 1, Barretos.

Aos 30 minutos por pouco o gol de empate numa cabeçada fulminante para um verdadeiro milagre do número um do Touro do Vale. Aos 34, Branquinho arriscou de fora da área desta vez para uma excelente defesa de Ramon, que mandou para escanteio de mão trocada.

Aos 41, atacante Gabriel Barcos como sempre deixou a sua marca, 2 a 2. O cruzamento partiu da esquerda e ele completou de cabeça.

Quando tudo indicava o empate, o zagueiro Guilherme Lima redimiu do lance do primeiro gol do BEC e, de cabeça, fez 3 a 2, garantindo o Jacaré no G8.

PRÓXIMOS JOGOS

O Barretos volta a campo na próxima sexta-feira (28), às 20h, quando recebe o Batatais no Estádio Fortaleza. No dia seguinte (29), às 15h, o Rio Preto visita o EC São Bernardo no Estádio Primeiro de Maio.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
7ª rodada
Data
22/02/2020
Horário
16h00
Local
Anísio Haddad - São José do Rio Preto (SP)
Árbitro
Edson Alves da Silva

Renda
R$ 4.810,00
Assistentes
Ricardo Pavanelli Lanutto e Ricardo Luis Buzzi

Público
364 pagantes
Cartões Amarelos
Rio Preto: Iago Martins, Guilherme Lima, Assolan, Willian
Barretos: João Henrique, Rômullo, Flávio, Branquinho

Gols
Rio Preto: Thiaguinho 42' 1T, Gabriel Barcos 41' 2T, Guilherme Lima 47' 2T
Barretos: Branquinho 24' 1T, Andersen Magrão 13' 2T
Rio Preto
Ramon;
Rafael Cursino, Guilherme Lima, Téssio e Assolan;
Hugo (Willian), Iago Pereira (Rodolfo Freitas) e Beto;
Thiaguinho (Renan Silva); Gabriel Barcos e Iago Martins.
Técnico: João Santos
Barretos
Jucemar;
Rômullo (Rodriguinho), Elias, Xandão e Murilo Ceará;
Flávio, Patrick, Guilherme Andrade e Branquinho;
Anderson Magrão (Wesley) e João Henrique (Hismael).
Técnico: Ricardo Moraes