Rio Branco 1 x 3 Barretos - Com "gol que Pelé não fez", Touro afunda Tigre na degola

Gabriel Barcos marcou o segundo gol do time visitante por cobertura do meio-campo

por Agência Futebol Interior

Americana, SP, 07 (AFI) - Com direito a "gol que Pelé não fez" marcado pelo artilheiro Gabriel Barcos, o Barretos deu um importante passo rumo a classificação e aproximou o Rio Branco do rebaixamento com uma vitória na noite desta quarta-feira, por 3 a 1, em pleno Décio Vitta, pela 15ª rodada do Campeonato Paulista da Série A3.

O Tigre conheceu a sua segunda derrota seguida no campeonato e estacionou nos 11 pontos, na 17ª colocação. A situação do Tigre é bastante complicada, pois, faltando quatro rodadas, a diferença para o Grêmio Osasco, primeiro fora da zona de rebaixamento, é de sete pontos.

Enquanto isso, o Barretos está com a classificação para as quartas de final bem encaminhada, figurando na quinta colocação, com 27 pontos, cinco a mais que o nono colocado. Além disso, o Touro ampliou sua sequência invicta para sete jogos, sendo quatro vitórias e três empates.

TOURO NA FRENTE
Logo aos três minutos, o Rio Branco criou uma boa oportunidade. Ítalo recebeu dentro da área, girou em cima da marcação e finalizou com muito perigo. O goleiro William apenas observou. O Barretos, porém, não desperdiçou sua chance. Aos 12, Gabriel Barcos cruzou na segunda trave e João Henrique apareceu livre para desviar no cantinho.

A derrota para o Barretos deixou o Rio Branco virtualmente rebaixado para a Segunda Divisão
A derrota para o Barretos deixou o Rio Branco virtualmente rebaixado para a Segunda Divisão
E quase que o Touro amplia na sequência, mas Neto Bahia defendeu finalização de Gabriel Barcos. O Rio Branco esboçou uma pressão, mas errava demais na hora da finalização, principalmente Leandro Sena. Aos 24, Pablo recebeu de frente para o goleiro e desperdiçou uma chance incrível ao mandar para fora. A torcida presente no Décio Vitta já começava a perder a paciência com o time.

O Barretos era encurralado pelo Rio Branco. Aos 35, Leandro Sena cruzou e Ítalo desviou de cabeça para mais uma boa defesa de William. Na sequência, Bernardi cabeceou, a bola tocou em um adversário e foi para escanteio. Após a cobrança, Alemão subiu livre, mas a bola passou tirando tinta da trave.

E quando o Tigre pressionava em busca do empate, o Barretos ampliou aos 47 minutos do primeiro tempo através de um golaço do artilheiro Gabriel Barcos. O atacante viu Neto Bahia adiantado e bateu cobertura do meio-campo. O goleiro ainda tentou se recuperar no lance, mas não conseguiu.

NÃO DEU, TIGRE

Apesar do técnico William Sander ter feito duas alterações - Adriano Pimenta e Juliano entraram nos lugares de Alemão e Rafael Sena, respectivamente -, o Rio Branco não conseguia criar lances de perigo no começo do segundo tempo, enquanto o Barretos já começava a fazer cêra dentro de campo, irritando jogadores e torcedores alvinegros.

O que já era ruim ficou ainda pior aos 29 minutos. Alex Flávio subiu mais que todo mundo e cabeceou no ângulo de Neto Baiano, que tentou fazer a defesa, mas não conseguiu. Após o terceiro gol do Barretos, boa parte da torcida presente no Décio Vitta deixou o estádio.

E quem foi embora não viu o gol de honra do Rio Branco aos 36 minutos. Adriano Pimenta cruzou e Ítalo cabeceou para o fundo das redes. Quase que o Tigre faz o segundo na sequência, mas William defendeu a finalização de Bruno Andrade. Depois disso, o Barretos conseguiu segurar o ímpeto do adversário e garantir mais três pontos.

PRÓXIMOS JOGOS

O Rio Branco volta a campo no sábado, contra o Taboão da Serra, às 15 horas, no Vereador José Ferez, em Taboão da Serra, enquanto o Barretos recebe o Manthiqueira no domingo, às 10 horas, no Estádio Fortaleza, em Barretos. Os jogos são válidos pela 16ª rodada.

 
 
" />