Rio Preto 3 x 3 Catanduvense - Verdão deixa vitória escapar e se complica na Série A3

O time da casa chegou a vencer por 3 a 0, mas os visitantes foram buscar o heroico empate

por Oscar Silva

São José do Rio Preto, SP, 12 (AFI) – O Rio Preto deixou escapar a primeira vitória no Quadrangular Final da Série A3 do Campeonato Paulista. Nesta quarta-feira, o time alviverde chegou a abrir três gols de vantagem nos minutos iniciais no Estádio Anísio Haddad, mas foi surpreendido com uma reação do Catanduvense e o empate por 3 a 3 pela segunda rodada do Grupo 3.

Com o resultado, o time da casa, que perdeu para o São Carlos na estreia, conquistou seu primeiro ponto e fica na lanterna da chave. O Catanduvense, que já tinha empatado com o Atibaia na última rodada, sobe para dois pontos.

A partida contou com a Promoção Futebol Sustentável, idealizada pelo empresário Edivaldo Ferraz e apoio da Federação Paulista de Futebol e foi um sucesso novamente. Graças à iniciativa, o estádio contou com o bom público de 5.371 presentes. (Fotos: José Paulo Necchi Oliveira).

COMEÇO AGITADO
As duas equipes entraram em campo esperando um jogo equilibrado, mas toda a conversar de vestiário teve de ser esquecida após cinco minutos de jogo. Logo na primeira descida do Rio Preto para o ataque, a bola foi levantada e a defesa do Catanduvense cometeu pênalti. O atacante Jonatas Obina bateu com confiança e abriu o placar para o time da casa.

No ataque seguinte, o Rio Preto quase ampliou.

A bola sobrou para Erminio em cobrança de escanteio e ele chegou a balançar as redes, mas o lance já estava parado por posição de impedimento. A pressão continuou e não demorou para que o segundo gol saísse. Aos 13 minutos a zaga do Catanduvense rebateu mal e Obina chegou batendo de primeira para estufar as redes e marcar seu segundo gol no jogo, o décimo na Série A3.

O ataque rio-pretense estava com tudo e apenas nove minutos mais tarde o lateral Marcelo Vilela apareceu livre para completar cruzamento de cabeça e marcar o terceiro. O Catanduvense ainda diminuiu na primeira etapa em cruzamento de Tanaka que Assis desviou de cabeça, mas a partida se encaminhou para o intervalo com vitória por 3 a 1.

EMPATE HEROICO NO FINAL
Com a vantagem no placar, o Rio Preto recuou na segunda etapa e deixou que o adversário se lançasse completamente ao ataque. Depois de pressionar, o Catanduvense conseguiu diminuir ainda mais aos 21 minutos, novamente com Assis. O lateral cobrou falta com perfeição e a bola bateu no travessão antes de entrar no gol de Juliano.

A pressão continuou até o final e o time visitante foi recompensado no último minuto. Em bola levantada para a área, Fabinho apareceu livre para completar de cabeça e empatar a partida, garantindo a incrível reação do Catanduvense.

PRÓXIMOS JOGOS
As duas equipes voltam a campo no final de semana para a terceira rodada do Hexagonal Final. No sábado, às 17h, o Catanduvense visita o São Carlos no Estádio Prof. Luis Augusto de Oliveira e no domingo, às 17h, o Rio Preto recebe o Atibaia no Anísio Haddad.

Ficha Técnica

Fase
Quadrangular Final
Rodada
2ª rodada
Data
13/04/2016
Horário
19h00
Local
Anísio Haddad - São José do Rio Preto (SP)
Árbitro
Rafael Gomes Felix da Silva

Renda
R$ 29.150,00
Assistentes
Samuel Augusto Vieira Paião e Bruno Silva de Jesus

Público
5.371 presentes
Cartões Amarelos
Rio Preto: Felipe Manoel, Marcelo Vilella, Fabão, Régis Pitbull
Catanduvense: Alemão, Alex Silva

Gols
Rio Preto: Jonatas Obina 5' 1T, Jonatas Obina 13' 1T, Marcelo Vilella 24' 1T
Catanduvense: Assis 33' 1T, Assis 21' 2T, Fabinho 47' 2T
Rio Preto
Juliano;
Caio César, Márcio Garcia, Fabão e Marcelo Vilella;
Wanderson (Régis Pitbull), Felipe Manoel (Elionar Bombinha), Giovanni Pavani (Dudu) e Jonatas;
Jonatas Obina e Ermínio.
Técnico: Betão Alcântara
Catanduvense
Wendell;
Alex Silva, Carlinhos, Rufino e Assis;
Alemão, Yamada (Douglas Santana), Leandro Tanaka (Tabarana) e Walker;
Pablo e Jacaré (Fabinho)
Técnico: Sérgio Caetano
 
 
" />