Paulínia 3 x 0 Juventus - Dinão acaba com brincandeira do Moleque Travesso

o time do técnico Evaristo Piza venceu o Juventus por 3 a 0 com gols de Samuel e Dayvid duas vezes

por Agência Futebol Interior

Paulínia, SP, 30 (AFI) - O Paulínia estreou na Primeira Divisão do Estado com o pé direito. No Campeonato Paulista da Série A3 e debaixo de um calor escaldante, no Estádio Luiz Perissinoto, em Paulínia, o time do técnico Evaristo Piza venceu o Juventus por 3 a 0 com gols de Samuel e Dayvid duas vezes.

Com o resultado o Dinão assumiu a liderança do Grupo 2 com três pontos e 3 gols de saldo. Na próxima rodada o time viaja até Taubaté, domingo, às 10 horas, para enfrentar o Taubaté no estádio Joaquim de Moraes Filho, o Joaquinzão, em Taubaté. Cris e João Paulo, que não jogaram neste domingo, já deverão estar à disposição do técnico Evaristo Piza.

Dinão na frente
Por estrear na Primeira Divisão Estadual e de cara enfrentar uma equipe fundadora da Federação Paulista de Futebol, o Juventus, o Paulínia começou o jogo de forma insegura e um pouco nervoso. Com isso o Moleque Travesso teve posse de bola e maior presença no campo defensivo do Dinão. Porém, não levou perigo ao gol defendido por Diego Júnior.

Mas aos poucos o time da casa foi colocando os nervos no lugar e aos 10 minutos quase abriu o marcador. Dayvid foi lançado pela direita e na corrida levou a melhor sobre seu marcador. Da entrada da área o atacante bateu rasteiro, mas Marcelo fez boa defesa no canto esquerdo. Aos 12 novamente Dayvid tentou de fotra da área, mas desta vez jogou para fora.

Melhor em campo o Paulínia foi criando. Aos 21 minutos Diego Júnior com as mãos lançou Dayvid ainda em seu campo defensivo. O atacante, em velocidade, passou por Marco Aurélio e por Anderson que veio para a cobertura. Na sequência entrou na grande área e na saída de Marcelo bateu forte. A bola explodiu no corpo do goleiro e foi para a linha de fundo.

A resposta do Juventus veio num contra ataque aos 24 minutos. Marco Aurélio fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. Luizão antecipou a zaga e tocou, mas a bola foi para a linha de fundo passando muito perto da trave direita de Diego Júnior.

Com mais objetividade o Paulínia abriu o marcador aos 27 minutos. Fábio Augusto foi derrubado perto da linha lateral pela esquerda e a falta foi marcada. O próprio Fábio bateu e colocou a bola na cabeça de Samuel que fechava pelo lado direito. A bola foi para o canto direito de Marcelo que nada pôde fazer. 1 a 0 Paulínia.

Logo após o gol o técnico Karmino Colombini perdeu o zagueiro Cafu, machucado. Por estar atrás do marcador, o treinador colocou mais um atacante em campo e deixou sua equipe mais ofensiva.

O tempo passou e o Moleque Travesso tentava explorar apenas as bola aéreas, mas todas interceptadas pela defesa do Dinão. Aos 39 minutos num contra ataque rápido o Dinão quase ampliou. Claudemir roubou a bola no meio campo e tabelou com Cassinho. O meia já dentro da área, pela direita. Rolou para Dayvid na risca da pequena. O atacnte vateu forte, mas a bola subiu e foi para a linha de fundo.

O Juventus não se abateu e nos cinco minutos finais encurralou o Dinão em sua área. No lance seguinte ao gol quase empatou. Em três lances consecutivos Marco Aurélio, Luizão e Neizinho tiveram a chance de igualar o marcador, mas falharam nas três para sorte de Diego Júnior. A última chance veio aos 44 minutos. Depois de tabelar pela direita, Wellington cruzou rasteiro e Ramalho bateu fraco no meio do gol para fácil defesa de Diego.

Equilibrado
O jogo recomeçou com as duas equipes com as mesmas formações que terminaram pó primeiro tempo e o panorama também. O Juventus esteve mais presente na área do Paulínia e quase empatou aos sete minutos. Anderson bateu escanteio e da risca da pequena área Wellington cabeceou para fora perdendo gol feito.

Um minuto depois o Dinão respondeu e quase ampliou. Também em cobrança de escanteio da direita, Alex jogou no segundo pau e Fabiano, de cabeça, jogou a bola na trave direita de Marcelo.

Apesar do forte calor que fez na cidade de Paulínia, os jogadores estavam bastante dispostos, principalmente do Juventus que estavam atrás do marcador. Aos 12 minutos depois de saíde errada de bola da defesa paulinense, Anderson recebeu a bola na esquerda, caminhou até a linha de fundo e cruzou. Luizão recebeu sozinho dentro da pequena área e de primeira jogou por cima perdendo gol certo.

Imediatamente ao lance, ao perceber que sua equipe havia perdido de vez o meio campo,. O técnico Evaristo Piza tirou o atacante Thiago e colocou o volante Nicola, para dar mais consistência no setor. Com isso a formação tática que era de 3-5-2, passou a ser 3-6-1.

Mesmo assim o Juventus seguiu melhor em campo e aos 19 minutos Anderson entrou tabelando dentro da área do Dinão. Fabiano tentou antecipar e precisou tirar o pé para não cometer o pênalti. O lateral ficou na frente de Diego, mas desequilibrado bateu para fora perdendo outro bom momento. Na sequência o técnico Evaristo Piza tirou Fábio Augusto e colocou Biel.

Só festa
O jogo voltou a ficar equilibrado e aos 30 minutos depois de boa jogada entre Alex e Samuel, o meia foi derrubado dentro da área. Douglas Marcucci marcou o pênalti e Dayvid bateu no canto direito rasteiro de Marcelo para fazer 2 a 0 Paulínia.

Com o gol o Juventus ficou abatido e aos 36 minutos o Dinão ampliou. Da Mata escapou Pela direita e foi derrubado dentro da área. Novo pênalti marcado e nova cobrança de Dayvid. Da mesma forma que fez na primeira chance, o atacante bateu forte no canto direito rasteiro de Marcelo. 3 a 0 Paulínia.

Aos 40 foi a vez de Dayvid puxar o contra ataque pela esquerda e caminhar em diagonal buscando a grande área. Já dentro da mesma o atacante bateu forte e cruzado, mas a bola passou rente a trave direita de Marcelo e foi para a linha de fundo.

Depois deste lance as equipes apenas esperaram o tempo passar, já que o placar favorável ao Paulínia, por 3 a 0, dificilmente sofreria alteração, como aconteceu. Final 3 a 0 Paulínia.

Ficha Técnica

Paulínia 3 x 0 Juventus

Local: Estádio Luiz Perissinoto, em Paulínia
Árbitro: Douglas Marcucci
Assistentes: Leonardo Schiavo Pedalini e Fernando Batista de Oliveira
Público: 409
Renda: R$ 2.045,00
Cartões Amarelos: Alex e Fabiano (Paulínia); Ralph e Ramalho (Juventus)
Gols: Samuel, aos 27’/1T, e Dayvid, aos 30’/2T e 35’/2T (Paulínia)

Paulínia
Diego Júnior, Da Mata, Fabiano e Bruno Ré; Samuel, Claudemir, Cassinho (Generozo), Fábio Augusto (Biel) e Alex; Thiago (Nicola) e Dayvid.
Técnico: Evaristo Piza

Juventus
Marcelo; Wellington, Ralph (Rodrigo), Cafu (Celsinho) e Anderson; Ramalho, Nem (Rodinei), Serginho e Marco Aurélio; Neizinho e Luizão.
Técnico: Karmino Colombini

 
 
" />