Nacional 6 x 0 Penapolense - Naça faz barba, cabelo e bigode e humilha o CAP

Em tarde de gala no Nicolau Alayon, equipe de Tuca Guimarães vence com autoridade e pula para vice-liderança do estadual

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 07 (AFI) - Incontestável durante os 90 minutos, o Nacional atropelou o Penapolense na tarde desta quarta-feira, aplicando uma goleada histórica, por 0 a 0, no Estádio Nicolau Alayon, em duelo válido pela 11ª rodada da primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista.

Principal atacante da equipe de Tuca Guimarães, Bruno Xavier deixou sua marca duas vezes, chegando a oito gols no estadual, marca que lhe rende a artilharia da competição até agora.

Com o resultado, o Naça pulou para vice-liderança com 20 pontos, dois a menos que o São Bernardo que ainda joga na rodada, a exemplo de Guarani e Sertãozinho, que aparecem, respectivamente, na terceira e quarta posições - ambos com 19 pontos.

O CAP por sua vez caiu para quinto, também com 19, mas perdendo nos critérios de desempate para seus concorrentes.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA AQUI!

Thiago Santos marcou o quinto do Naça (Foto: Ale Vianna / Nacional)
Thiago Santos marcou o quinto do Naça (Foto: Ale Vianna / Nacional)

AO VIVO
A partida foi transmitida em seus mínimos detalhes pela competente equipe da Rádio Difusora AM 820 de Penápolis, que transportou os ouvintes para atmosfera desta partida, informando tudo de relevante que aconteceu dentro e fora das quatro linhas.

AVASSALADOR
No primeiro tempo, apenas um time jogou. No caso, o Nacional. Elétrico desde o apito inicial, a equipe de Tuca Guimarães fez uma verdadeira blitz no Penapolense durante os primeiros 25 minutos de jogo, ocasionando em diversos erros defensivos do time visitante.

Com isto, o Naça acumulou grande vantagem no placar, pois a pressão veio acompanhada de efetividade.

Logo aos 6 minutos do primeiro tempo, Denis Neves falhou feio na ala esquerda, permitindo que Bruno Xavier tivesse tempo e tranquilidade para bater. Veloso até pulou, mas nada pode fazer. Doze minutos depois, o camisa 11 marcou novamente, em outra bobeada da defesa do CAP, que se mostrava irreconhecível dentro de campo.

Ainda desnorteada, a equipe do técnico Thiago Oliveira sofreu outros dois gols. Aos 20, o capitão e camisa 10, Emerson Mi, foi as redes. Aos 24, a zaga se atrapalhou novamente, permitindo que Bruno Nunes fizesse 4 a 0.

OUTRA PEGADA...
O Penapolense voltou diferente dos vestiários, indo para cima do Nacional. Contudo, Tuca Guimarães previu isso, voltando com o rápido Naldinho na vaga de Bruno Xavier, mostrando claramente que iria explorar os contra-ataques.

Aos 8, Branquinho fez grande jogada e rolou para Copetti, que bateu firme e viu a bola explodir na trave.

MAIS UM!
Aos 20, Naldinho fez grande triangulação com Emerson Mi, que entregou de bandeja para Thiago Santos, que com categoria marcou o quinto gol do Nacional na partida. Aos 36, o meio do Penapolense só assistiu ao ataque adversário.


Após um belo chute, Bruno fez grande defesa. No rebote, ele mostrou agilidade e pegou novamente. Contudo, na terceira tentativa, Luiz Henrique rolou para o fundo das redes, decretando um vexatório 6 a 0 para o CAP.

PRÓXIMOS JOGOS

O Nacional volta a campo no próximo sábado (10), quando visita o Audax, às 17h, no Estádio Prefeito José Liberatti. O Penapolense, no entanto, entra em campo na segunda (12), quando recebe a Portuguesa, às 20, no Estádio Tenente Carriço, em Penápolis. Ambos os jogos serão válidos pela 12ª rodada da primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
11ª rodada
Data
07/03/2018
Horário
15h00
Local
Nicolau Alayon - São Paulo (SP)
Árbitro
Thiago Duarte Peixoto

Renda
R$ 3.770,00
Assistentes
Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Leonardo Augusto Villa

Público
316 pagantes
Cartões Amarelos
Penapolense: Grafite

Gols
Nacional: Bruno Xavier 6' 1T, Bruno Xavier 18' 1T, Emerson Mi 20' 1T, Bruno Nunes 24' 1T, Thiago Santos 20' 2T, Luiz Henrqiue 36' 2T
Nacional
Maurício;
Thiago Cunha, Jeferson, Everton Dias e Caio Mendes;
Everton Silva (Vitor Braga), Rodrigo Souza, Thiago Santos e Emerson Mi;
Bruno Xavier (Naldinho) e Bruno Nunes (Luiz Henrique).
Técnico: Tuca Guimarães
Penapolense
Veloso (Bruno);
Grafite,Tiago Gasparetto, Fandinho e Denis Neves;
Marcelo Bispo, Copetti, Jefferson Maranhão (Jussandro) e Branquinho (Nilo);
Leandro Love e Tauã.
Técnico: Thiago Oliveira
 
 
" />