Votuporanguense x Rio Claro - CAV quer mostrar a força do Plínio Marín

O adversário vem bem na competição e briga por uma vaga no G4, mas para isso precisa do resultado longe dos seus domínios

por Agência Futebol Interior

Votuporanga, SP, 13 (AFI) – A força do Votuporanguense é a Arena Plínio Marín, onde o clube ainda está invicto na temporada. Nesta quarta-feira, às 16 horas, o clube recebe o Rio Claro pela 7ª rodada do Campeonato Paulista da Série A2. O adversário vem bem na competição e briga por uma vaga no G4, mas para isso precisa do resultado longe dos seus domínios e ainda torcer por um resultado negativo do Guarani, que joga em Campinas com o XV de Piracicaba.

Com três vitórias e um empate, o Rio Claro aparece na quinta posição, com 11 pontos, brigando por uma vaga entre os quatro primeiros. A única ‘derrota’ do clube foi na 4ª rodada, quando sofreu o W.O. para o Juventus, com o estádio interditado. O Guarani, logo à frente, aparece com 12. Já o Votuporanguense vem bem atrás, com apenas 10 pontos.

MUDANÇA

Para o embate, o técnico Rafael Guanaes não poderá contar com o zagueiro João Victor, que recebeu o terceiro cartão amarelo e vai cumprir suspensão automática. Em compensação, o o também zagueiro Jorge Miguel, ausente do jogo com a Lusa, foi liberado pelo departamento médico e deve herdar a vaga.

“Mais uma vez saímos atrás do placar e tivemos que reconstruir a situação de jogo, mas ressalto o espírito de luta da equipe e aquilo que demonstramos. Mas um gol em pênalti que não existiu e um gol em contra-ataque em erro gravíssimo nosso atrapalhou muito nossas intenções de vencer e estar em terceiro lugar na tabela. Mas voltamos para partida, buscamos o gol, lutamos contra nossos erros e contra o anti-jogo da Portuguesa”, disse o treinador Rafael Guanaes ao fim do jogo.

EQUILÍBRIO

O Rio Claro joga para manter a boa campanha que o clube construiu até aqui, mas para isso precisa acertar a marcação. Com números ofensivos razoáveis, são 10 gols em seis jogos, o time sofre na marcação e já tomou oito bolas na rede, com apenas dois gols de saldo. Por isso o técnico Fahel Júnior busca o equilíbrio no time.

A principal baixa, por outro lado, é no ataque. Victor Sapo recebeu o segundo amarelo e acabou expulso no empate por 0 a 0 com o Água Santa, sem condições de ser relacionado para a partida. Com isso, Júnior Mandacaru, que vinha entrando no segundo tempo, ganha uma oportunidade no time titular. No restante o time deve ser o mesmo das outras rodadas.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
7ª rodada
Data
14/02/2018
Horário
16h00
Local
Arena Plínio Marin - Votuporanga (SP)
Árbitro
Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Renda
R$ 15.400,00
Assistentes
Luis Felipe Prado e Risser Jarussi Corrêa

Público
765 pagantes
Cartões Amarelos
Votuporanguense: Cleidson, João Marcos, Jorge Miguel
Rio Claro: Luan, Mandacaru, Walter, André

Gols
Votuporanguense: Adriano Paulista 46' 1T
Rio Claro: Gustavo Sapeka 26' 2T
Votuporanguense
Vitor Prada;
Douglas, Paulo Henrique, Jorge Miguel e Daniel Carvalho;
Jairo (Cleídson), Ricadinho e Elvinho;
Nathan (João Marcos), Fio e Adriano Paulista (Thiago Tremonti)
Técnico: Rafael Guanaes
Rio Claro
Dheimisson;
André, Luan, Walter e Acácio;
Acleisson (Rafael Saião), Franco e Rafael Tavares (Lucas);
Kadu Barone, Gustavo Sapeka e Júnior Mandacaru (Faiska)
Técnico: Fahel Júnior
 
 
" />