Votuporanguense 1 x 1 Rio Claro - Tudo igual na Arena Plínio Marin

Para o CAV assinalou Adriano Paulista, enquanto Gustavo Sapeka, fez para o Galo Azul

por Oscar Silva -

Votuporanga, SP, 14 (AFI) - Na plena quarta-feira de cinzas o Campeonato Paulista da Série A2, teve prosseguimento. Pela sétima rodada jogando a tarde, em Votuporanga, na Arena Plínio Marin, Votuporanguense e Rio Claro, fizeram um grande jogo. O placar final registrou empate, 1 a 1. Para o CAV assinalou Adriano Paulista, enquanto Gustavo Sapeka, fez para o Galo Azul. Com o empate, o time do técnico Rafael Guanaes, termina na sétima colocação provisoriamente com 11 pontos ganhos, enquanto o Rio Claro, é o quinto colocado com doze pontos ganhos.

JOGO MOVIMENTADO

O jogo começou bastante movimentado numa tarde gostosa para a prática do futebol. O primeiro lance de perigo de gol aconteceu aos 10 minutos, a favor do time da casa. De fora da área, o zagueiro Jorge Miguel arriscou na cobrança da falta. A bola tirou tinta da trave. O goleiro Dheimisson só ficou olhando a bola sair.

Um minuto depois, Kadu deu o troco e dentro da grande acertou uma bomba para uma grande defesa do arqueiro votuporanguense que mandou a bola para escanteio. A bola tinha direção do gol.

Aos 21, vendo o goleiro Dheimisson, adiantado o atacante Nathan tocou por cobertura obrigando o arqueiro do Galo Azul, a fazer uma excelente defesa se esticando todo. Na sequência, o Rio Claro foi que chegou com perigo.

Mandacaru recebeu passe açucarado e, na hora de concluir foi desarmado na hora certa por Nathan. Em busca do gol, Sapeka, aos 35 minutos, recebeu livre e sozinho cabeceou pra fora. Um minuto após, o CAV poderia ter abrido o placar. Nathan, tocou com precisão, mas a zaga rioclarense salvou em cima da risca.

GOL NO FIM DO PRIMEIRO TEMPO

Quando tudo indicava a primeira etapa em branco aos 46 minutos, Adriano Paulista recebeu belo passe de Ricardinho. Paulista, com muita tranquilidade tirou a zaga da jogada e, na saída do goleiro tocou pro gol.

Antes da bola entrar a mesma ainda bateu no pé da trave entrando chorando, 1 a 0. O resultado mais justo seria o empate, pois as duas equipes criaram boas situações para marcar. No entanto, o time da casa foi mais feliz terminando com a vitória parcial.

TUDO IGUAL

Na volta para o segundo tempo o Galo Azul voltou com duas alterações e com muita pressão. Logo a um minuto, Lucas que entrou no lugar de Tavares teve tudo para deixar tudo igual. Ele, a bola e gol, conseguiu fazer o mais difícil cabeceando pra fora.

Prada, tirou a bola com os olhos. Aos 13, Sapeka na falha da zaga votuporanguense só não fez graças a grande a defesa do goleiro da Alvinegra. O atacante apareceu livre e cabeceou fulminante e a bola ia entrando pelo alto setor esquerdo.

No contra-ataque o time da casa poderia matar o jogo com Adriano Paulista que já tinha deixado a sua marca perdeu chance incrível de aumentar o marcador. Na cara do gol, o votuporanguense tocou errado pra fora. Melhor na partida os visitantes quase empatou com Kadu.

O meia tocou com precisão para uma grande defesa de Vitor Prada. Aos 25, o ala Douglas do votuporanguense resolveu arriscar e a bola acertou a trave. Em seguida o Galo chegou ao tento de empate com Gustavo Sapeka, 1 a 1. Aos 30 minutos, foi o votuporanguense Fio acertar a trave do goleiro rio-clarense.

PRÓXIMOS JOGOS

Na sequência da Série A2, o Votuporanguense joga no próximo sábado, às 17 horas, em Osasco, contra o Audax. No mesmo dia, às 16 horas, o Rio Claro, recebe o Sertãozinho.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
7ª rodada
Data
14/02/2018
Horário
16h00
Local
Arena Plínio Marin - Votuporanga (SP)
Árbitro
Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Renda
R$ 15.400,00
Assistentes
Luis Felipe Prado e Risser Jarussi Corrêa

Público
765 pagantes
Cartões Amarelos
Votuporanguense: Cleidson, João Marcos, Jorge Miguel
Rio Claro: Luan, Mandacaru, Walter, André

Gols
Votuporanguense: Adriano Paulista 46' 1T
Rio Claro: Gustavo Sapeka 26' 2T
Votuporanguense
Vitor Prada;
Douglas, Paulo Henrique, Jorge Miguel e Daniel Carvalho;
Jairo (Cleídson), Ricadinho e Elvinho;
Nathan (João Marcos), Fio e Adriano Paulista (Thiago Tremonti)
Técnico: Rafael Guanaes
Rio Claro
Dheimisson;
André, Luan, Walter e Acácio;
Acleisson (Rafael Saião), Franco e Rafael Tavares (Lucas);
Kadu Barone, Gustavo Sapeka e Júnior Mandacaru (Faiska)
Técnico: Fahel Júnior