ESPECIAL SÉRIE A2: Santo André leva no 'mata-mata', mesmo após muita pressão

Mas a campanha do campeão Santo André não foi de encher os olhos do torcedor

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 22 (AFI) – Antes mesmo de a bola rolar a Série A2 do Campeonato Paulista já era polêmica. Isso porque já no Conselho Arbitral da competição, a Federação Paulista de Futebol (FPF), em conjunto com os clubes, definiu o retorno do ‘mata-mata’ e ainda aprovou o rebaixamento de seis agremiações, com apenas dois acessos. Quem se aproveitou da nova fórmula foi o Santo André, campeão em cima do Mirassol – ambos retornam para a elite em 2017.

Mas a campanha do Santo André não foi de encher os olhos do torcedor. Isso porque em 19 rodadas da primeira fase o clube somou apenas 29 pontos, terminando na oitava posição. Este primeiro momento também confirmou o rebaixamento de Paulista de Jundiaí, Monte Azul, Independente de Limeira, Atlético de Sorocaba, Marília e Rio Branco de Americana. A Penapolense escapou, mas por apenas um ponto da zona de rebaixamento.

A segunda fase, ou quartas de final, chegaram para aflorar os ânimos do torcedor. Em dois jogos o Santo André pegou justamente o rival São Caetano, até então detentor da melhor campanha na competição, com 39 pontos e a liderança isolada. O primeiro jogo no estádio Bruno Daniel terminou 2 a 1 para o elenco de Toninho Cecílio. Mas emoção mesmo foi na decisão dentro do Anacleto Campanella, que, mesmo depois de pressionar muito, o time da casa não conseguiu balançar as redes.

O Santo André conseguiu segurar a pressão do São Caetano num dos jogos mais emocionantes da Série A2 2016
O Santo André conseguiu segurar a pressão do São Caetano num dos jogos mais emocionantes da Série A2 2016

Já o Mirassol teve uma vida mais fácil. Terminou a primeira fase na terceira posição, com 37 pontos, e pegou nas quartas de final a União Barbarense. Logo no primeiro jogo o elenco de Moisés Egert venceu por 3 a 2 em Santa Bárbara d’Oeste e depois ainda emplacou o 1 a 0 no jogo de volta, dentro do estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol.

Vieram então os dois jogos que definiriam os grandes finalistas e, consequentemente, quem ficaria com o tão sonhado acesso. O Santo André fez o primeiro jogo em casa diante do Barretos, que havia eliminado o Taubaté, e conseguiu uma vitória maiúscula por 2 a 0. Fora de casa, no estádio Fortaleza, o clube do ABC Paulista conseguiu arrancar mais um empate sem gols e a vaga na Série A1 de 2017.

Do outro lado o Mirassol também não fez por menos. O time pegou o Batatais, que eliminou o Bragantino, na grande semifinal e vence jogo o primeiro jogo por 1 a 0 no estádio Osvaldo Scatena, em Batatais. De volta ao estádio José Maria de Campos Maia conseguiu arrancar o triunfo por 2 a 0, além de parar a dupla de artilheiros: Raphael e Eliandro do adversário fantasma.

O Mirassol até pressionou, mas não conseguiu tirar o título do Santo André
O Mirassol até pressionou, mas não conseguiu tirar o título do Santo André

Conforme acordado também no Arbitral, a grande decisão seria disputada em um jogo único, com o clube de melhor campanha: por isso o palco foi o estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol. Com transmissão do SporTV e cobertura completa do Placar FI, a bola rolou exatamente às 19 horas do dia 7 de maio, um sábado quente no interior de São Paulo.

Aos desavisados, o título da Série A2 daria ao campeão uma vaga na Copa do Brasil de 2017 e, por isso, os dois entraram com sede de gols. A primeira grande oportunidade até foi do time da casa, mas logo os visitantes também assustaram. A torcida do Santo André não se intimidou e lotou todo o espaço que lhe foi reservado, empurrando o time do começou ao fim do jogo.

E a proposta deu certo, já que aos 45 minutos do primeiro tempo, Diogo Orlando ganhou a linha de fundo e cruzou rasteiros pela esquerda. O volante Dudu Vieira chegou de trás e bateu com o gol vazio, apenas para comemorar. Com o placar inaugurado, o Mirassol se lançou ao ataque em busca do empate, mas não conseguiu vencer uma das melhores defesas do campeonato.