Paulista A2: Ferroviária confirma técnico que estava no futebol gaúcho

O acerto acontece um dia depois da Locomotiva confirmar a saída do experiente Vilson Taddei

por Agência Futebol Interior

Araraquara, SP, 21 (AFI) – Um dia depois de confirmar a saída do experiente Vilson Taddei, a diretoria da Ferroviária já confirmou seu novo treinador para a sequência do Campeonato Paulista da Série A2. Na manhã desta sexta-feira, a Ferrinha oficializou o acerto com Antônio Pícoli, que deixou o comando do Caxias também nesta semana.

A chegada de do novo comandante na Locomotiva está agendada para acontecer, na manhã deste sábado, quando terá o primeiro contato com o elenco. Como não teve tempo para realizar treinamento algum, o técnico acompanhará o duelo contra o Marília, neste sábado, às 16 horas, das tribunas da Arena Fonte Luminosa.

"Está confirmado. O treinador deu sua palavra, já mandamos as passagens e ele se apresentará amanhã de manhã na cidade. A princípio ele vai assistir o jogo, mas estará junto com o grupo para conhecer os jogadores", afirmou o diretor de futebol José Manoel Evaristo.

Na Ferrinha, Pícoli terá a missão de recuperar a confiança dos jogadores para que o time continue na briga pelo acesso. Após a goleada sobre o Santo André, por 5 a 1, na quinta rodada, o time grená acumulou duas derrotas e um empate.

Por conta do último tropeço contra o Guarani, por 2 a 1, em Bragança Paulista, a Locomotiva se distanciou um pouco do G4. Hoje, o time de Araraquara ocupa a 11ª colocação, com dez pontos, cinco a menos que o quarto colocado Batatais.

Mais de Pícoli
Atualmente com 41 anos, o novo comandante afeano nunca trabalhou em nenhuma equipe do estado de São Paulo, tanto em sua carreira como jogador, como treinador. Natural de Caibi (SC), Edemar Antônio Picoli atuava como zagueiro e iniciou sua carreira em 1993 no Palmeirense (RS).

Posteriormente, defendeu as equipes do 15 de Novembro de Campo Bom (RS), Guarani de Venâncio Aires (RS), Juventude (RS), América de Natal (RN), Coritiba (PR), Guangdong Hongyuan (China), CSA (AL), South China e Eastern (de Hong Kong), time pelo qual encerrou sua carreira como atleta em 2008.

Dentro dos gramados, suas principais conquistas foram pelo Juventude, time pelo qual teve três passagens e faturou títulos importantes como o Campeonato Gaúcho de 1998 e a Copa do Brasil de 1999. Durante sua trajetória como atleta, foi treinado por técnicos gabaritados Emerson Leão, Geninho, Tite, Lori Sandri, Eduardo Amorim, Fito Neves, Ivo Wortman, Ricardo Gomes, Paulo Bonamigo, Joel Santana, Zetti, Helio dos Anjos, entre outros.

Após pendurar as chuteiras, atuou como auxiliar técnico no Ypiranga (RS) e no Juventude. E por sua identificação com o alviverde de Caxias do Sul, foi justamente nesta equipe que o ex-jogador teve sua primeira oportunidade como treinador em 2009. Em 2011, foi campeão do interior gaúcho e deixou o time em 2012, mesmo ano em que foi contratado pelo Caxias, equipe da mesma cidade. Em 2013, levou a equipe à semifinal do Gauchão, ganhando destaque no futebol do Rio Grande do Sul.

 
 
" />