Guarani 2 x 0 União Barbarense - Bugre volta à rotina no Paulista A2

Marcos Denner ainda perdeu um pênalti no finalzinho do jogo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) – O Guarani voltou à sua rotina de vitórias dentro do Campeonato Paulista da Série A2 ao bater o União Barbarense, por 2 a 0, neste sábado à noite, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Este duelo regional foi válido pela nona rodada, a última do primeiro turno, e deixou o Guarani com 20 pontos, na vice-liderança do Grupo 2, atrás do Atlético Sorocaba pelo saldo de gols: 11 a 7. (Fotos: Rodrigo Villalba)

O Guarani, desta forma, se reabilitou da derrota para o São José, por 3 a 1, quarta-feira., no Vale do paraíba. Mais confortável para o time campineiro é o fato de que abriu oito pontos de vantagem para o quinto colocado, justamente o Barbarense, com 12 pontos. Os quatro melhores de cada grupo vão chegar à segunda fase. Completam o quarteto, o XV de Piracicaba e o São José, que nesta tarde perdeu para o Atlético, por 2 a 0.

Muita movimentação
O jogo começou movimentado, com os dois times se lançando ao campo de ataque. A primeira grande chance apareceu aos 15 minutos com o União Barbarense. Alex Felipe arriscou de fora da área, a bola saiu ao lado do gol, tirando tinta da trave de Emerson.

A resposta do Guarani foi com Fabinho, no minuto seguinte. No seu chute, a bola também saiu muito perto do gol de Thiago Passos.

O Guarani foi melhorando no jogo e começou a criar suas chances de gol. Aos 20 minutos, Marcos Denner arriscou de fora da área. A bola saiu muito perto da trave.

Pressão e contra-ataque
O Bugre dominava a partida e nos contra-ataques, o União Barbarense tentava chegar, mas não furava a forte defesa bugrina. As melhores chances do União eram de chutes de fora da área, mas Emerson estava muito seguro na partida e nada passava por ele.

De tanto dominar e buscar o seu gol, o Bugre balançou as redes aos 39 minutos. Rodrigo Heffener tentou encobrir o goleiro Thiago Passos, que saiu do gol, dividindo com o zagueiro Ailson. Ele se deu melhor no lance e testou para o fundo das redes.

Mesmo ritmo
O panorama do jogo não mudou na etapa final. O Guarani, bem armado na marcação, continuou buscando o ataque, enquanto o Barbarense esperava para tentar armar algum contragolpe.

Aos 12 minutos, Marcos Denner, sempre ele, quase surpreendeu o goleiro do Barbarense com um chute forte e de longe. O técnico Argel preferiu dar novo fôlego ao seu ataque, trocando em seguida duas vezes. Primeiro saiu Flávio para a entrada de Bruno Rangel.

Em seguida, saiu Fabinho, machucado e cansado de tanto apanhar, para a entrada de Raphael Aguiar. Mesmo não estando tão bem tecnicamente em campo, Fabinho era o melhor atacante bugrino.

Mudanças e sustos
No Barbarense, o inteligente Candinho Farias tentou soltar um pouco seu time com a entrada do atacante Cesinha para a saída de Felipe.

Sem aproveitar as chances de finalização no ataque, o Guarani passou a correr o risco de sofrer o empate. O Barbarense quase apoveitou duas perdas de bolas de zagueiros bugrinos. a primeira falha de Aislam e a segunda de Brida. Apesar de alguns sustos, a torcida bugrina pode comemorar no final. O público deste jogo foi menor que os outros anteriores.

A arbitragem foi aceitável tecnicamente, mas pecou no aspecto disciplinar. O zagueiro Renato, do Barbarense, demorou para levar o cartão amarelo, no primeiro tempo, e depois mereceu ser expulso no segundo.

Juiz pipocou e gols
O juizão Zarpelão "pipocou" e não mostrou o vermelho. Com peso na consciência, em seguida ele expulsou Renato Dias, que tinha entrado há dois minutos. Dias levantou o pé em cima e embaixo de Brida e mereceu ser expulso. Desta vez, o juiz acertou. Será que compensou?

Aos 37 minutos, o juiz errou a favor do Guarani. Brida ajeitou a bola com o braço e na sequência a bola sobrou para o chute certeiro de Rafael Aguiar, que ampliou e fechou o placar. A defesa parou no lance, pedindo impedimento. E o palcarficou nisso porque aos 45 minutos, Marcos Denner perdeu um pênalti sofrido por Bruno Rangel. Bateu fraco e o esperto goleiro Thiago Passos defendeu.

Próximos Jogos
Os dois times voltam a campo no próximo sábado, dia 19, à tarde. Às 16 horas, o Guarani enfrenta o São Bento, em Sorocaba. Uma hora mais tarde, o União Barbarense recebe o Red Bull.

Ficha Técnica

Guarani 2 x 0 União Barbarense

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas-SP
Renda: R$ 19.515,00
Público: 2.529 pagantes
Árbitro: Camilo Morais Zarpelão
Assistentes: Rafael Luiz da Silva e Décio Casagrande Portiéri
Cartões amarelos: Renato e Régis (União Barbarense). Rodrigo Heffner (Guarani)
Cartão vermelho: Renato Dias (Barbarense)
Gol: Ailson, de cabeça, aos 39’/1T e Rafael Aguiar, aos 37'/2T (Guarani)

Guarani
Emerson; Rodrigo Heffner, Aislan, Aílson e Brida; Dadá, Ronaldo, Márcio Guerreiro (Luzmar) e Marcos Denner; Fabinho (Raphael Aguiar) e Flávio (Bruno Rangel).
Técnico: Argel Fucks

União Barbarense
Thiago Passos; Régis, Bruno e Renato; César, Cláudio Brito, Abuda, Alex (Émerson) e Felipe (Cesinha); Jobinho (Renato Dias) e Emílio.
Técnico: Candinho Farias