São José 4 x 1 América - Águia voa alto no final do carnaval

por Agência Futebol Interior

São José dos Campos, SP, 17 (AFI) – O São José conseguiu a reabilitação na Série A2 do Campeonato Paulista, ao vencer na noite desta quarta-feira, o América, por 4 a 1, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos. Sandrinho e Renato Santiago, três vezes, marcaram para a Águia. Sandro Goiano descontou para o visitante.

Leia mais:
União São João 2 x 2 Guaratinguetá - Ainda está na liderança

Com a vitória, o São José voltou ao G8, chegando à sétima posição, com 15 pontos. Já o América é apenas o décimo quinto colocado, com dez pontos, um a mais que o Flamengo de Guarulhos o primeiro da zona do rebaixamento.

Começo impossível
Depois de ser goleado pelo Pão de Açúcar, na última rodada da Série A2 do Campeonato Paulista, o São José entrou ofensivo para a partida contra o América. Fahel Júnior, treinador da Águia do Vale, resolveu apostar no esquema do 4-3-3 para tentar a reabilitação no torneio.

O novo esquema de jogo da Águia surtiu efeito. Logo aos 15 minutos, o São José abriu o placar. O lateral-direito Jackson fez boa jogada e tocou para Rodrigo Pardal, que encontrou Sandrinho na entrada da área. O volante encheu o pé, sem chances de defesa para Matheus, marcando um belo gol no Martins Pereira.

No ninho da Águia, quem voa é Pardal!
O domínio do São José era tão grande que até a primeira metade do primeiro tempo, o América não conseguia encaixar um ataque para equilibrar a partida. Pelo lado direito do ataque do São José, o atacante Rodrigo Pardal fazia um verdadeiro carnaval em plena Quarta-feira de cinzas.

Aproveitando o domínio na primeira metade do primeiro tempo, a Águia ampliou o marcador. Aos 19 minutos, novamente pelo lado direito, o atacante Rodrigo Pardal ganhou na corrida do zagueiro Mirita, invadiu a área e rolou para a pequena área, onde estava Renato Santiago, que teve apenas o trabalho de empurrar a bola para dentro do gol.

A primeira chance de gol do Diabo veio só aos 30 minutos, Sandro Goiano recebeu na entrada da área e chutou forte. O goleiro do São José, Helder, apenas observou a bola sair pelo lado direito do gol. Ainda no final da primeira etapa, Renato Santiago e Daisson perderam chance de ampliar o placar.

Segundo tempo
Com Diego Ricardo no lugar de Gilmar Baiano, Márcio Ribeiro, treinador do América tentou colocar seu time à frente para igualar o marcador. Porém, o sistema defensivo do São José estava muito bem na partida.

Na segunda etapa, Fahel Júnior, treinador do São José, recuou a equipe e apostou nos contra-ataques para matar a partida. Em um deles, novamente, Pardal, escapou pela direita e cruzou na cabeça de Renato Santiago, para marcar seu segundo gol na partida.

O time do São José não teve nem tempo de comemorar, logo em seguida o volante Henrique Ortiz derrubou Rycheli dentro da área, pênalti. Na cobrança, Sandro Goiano deslocou o goleiro Helder para marcar.

Sem chance para o azar
Depois de tomar o gol, a defesa do São José ficou mais ligada e levou a melhor sobre o ataque do América. Em uma das escapadas do Diabo, Rycheli driblou Betão e chutou forte para boa defesa do goleiro Helder.

Para exorcizar de vez o Diabo, em São José dos Campos, a equipe da casa, ampliou o placar com um golaço de Renato Santiago. O meia Leandro Diniz cruzou para a área, a bola passou por Daisson e de primeira, Renato Santiago chutou a bola acertando o ângulo, marcando o lindo gol no Martins Pereira.

Próximos jogos
O São José volta a campo neste sábado, às 16 horas, contra o Rio Preto, fora de casa. Já o América encara o Guarani, às 10 horas, no Teixeirão, em São José do Rio Preto.

Ficha técnica

São José 4 x 1 América

Local: Martins Pereira, em São José dos Campos
Público: 1.915 pagantes
Renda: R$ 13.331,00
Árbitro: Márcio Henrique de Góis
Cartões Amarelos: Helder, Rodrigo Pardal, Henrique Ortiz (São José); Mirita, Sandro Goiano, Thiago Costa, Diego Ricardo (América)
Cartão Vermelho: Richely (América)
Gols: Sandrinho, aos 15’/1T e Renato Santiago, aos 19’/1T, 10’/2T e 39’/2T (São José); Sandro Goiano, aos 11’/2T (América)

São José
Helder; Jackson, Júnior Paulista, Lino e Róbson; Henrique Ortiz (Serginho), Roberto e Sandrinho (Leandro Diniz); Rodrigo Pardal (Betão), Renato Santiago e Daisson.
Técnico: Fahel Júnior

América
Matheus; Bruno Lopes, Thiago Costa e Mirita (Marlon); Robinho (Marcinho Mossoró), Gilberto Baiano (Diego Ricardo), Tony, Everton e Branco; Sandro Goiano e Rycheli.
Técnico: Márcio Ribeiro