Não é piada! Minas Gerais com mais público que São Paulo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 25 (AFI) – É incrível o mal que a atual administração da Federação Paulista de Futebol vem fazendo ao futebol do interior paulista. E o mais grave é nenhum dos omissos dirigentes de clubes se revolta e tenta fazer alguma em razão do presidente Marco Pólo Del Nero cuidar apenas dos interesses dos quatros grandes, não estando nem um pouco preocupado com os filiados da FPF.
Confira também:
Triste! Média de público na A3 não chega a mil e A2 decepciona

Muito pelo contrário, para Del Nero, quando pior os clubes do interior estiverem, melhor...

Módulo II de Minas com mais público que a A2
Até o Módulo II do Campeonato Mineiro tem mais público que o mesmo certame em São Paulo. Enquanto que na última rodada do Campeonato Paulista da A2, a média nos dez jogos foi de apenas 1.049 torcedores, o Módulo II de Minas Gerais teve uma média de 1.791 pagantes.
E a média paulista somente passou de 1.000 pagantes em razão do jogo São Bernardo x Flamengo ter tido 5.300 torcedores, com o time de São Bernardo do Campo fazendo campanhas isoladas de marketing, sem nenhuma ligação com a FPF, que nada faz para motivar os torcedores do interior irem aos estádios.
Metade dos jogos da última rodada teve menos de 500 pagantes, como Rio Preto x São José; Catanduva x Grêmio Osasco; América x Guarani; Pão de Açúcar x União Barbarense e Taquaritinga x São Bento.
E a TV transmitindo sem nada pagar
O jogo América x Guarani foi um capítulo à parte. O Guarani, apesar de estar na Segunda Divisão de São Paulo, está no principal campeonato do Brasil: Série A. E o América é um dos mais tradicionais do interior. Ainda assim, jogando às dez horas da manhã, o público deste clássico do interior foi de ridículos 322 torcedores.
Um dos motivos foi que América X Guarani teve transmissão ao vivo da Rede Vida, que passa vários jogos da A2 em condições precárias de imagem e folclóricas de transmissão e nada, absolutamente nada, paga aos clubes.
Somente três jogos tiveram um público superior a 1.000 pagantes: São Bernardo X Flamengo, Guaratinguetá X Noroeste e Marília X Atlético de Sorocaba.
O União de Araras, que faz uma campanha brilhante e lidera a A2, levou apenas 533 pessoas ao seu campo na partida contra o Osvaldo Cruz, público semelhante ao confronte entre Votoraty X Linense.
E Minas está sem grandes times no Módulo II
Em Minas Gerais, um Estado com futebol de nível muito mais fraco que o de São Paulo, está fazendo uma competição mais organizada, com menos times nas divisões e uma competitividade maior.
Apesar de contar com vários times novos e sem tradição como Itaúna, Tricordiano, Funorte, Poços de Caldas e Tombense, este criado para servir de base para empresários cariocas documentarem jogadores, o Módulo II de Minas Gerais tem onze times e, dos cinco jogos da última rodada, somente um não teve público maior de 1.000 pagantes: Araxá 2 x 2 Funorte.
Todos os demais jogos tiveram público superior a 1.000 torcedores e o clássico local entre Mamoré x URT teve 3.545 pagantes.