MP envia ofício a Doria, aprova protocolo da FPF e favorece volta do Paulistão

Ministério Público exige exames antes dos jogos e encaminha carta para liberação do futebol ao governador Doria

por Agência Estado

São Paulo, SP, 09 - O retorno do Paulistão ficou mais próximo na noite desta quinta-feira. O Ministério Público do Estado de São Paulo enviou ofício ao governador João Doria aprovando o novo protocolo sanitário elaborado pela Federação Paulista de Futebol (FPF), o que abre caminho para o retorno do Estadual.

O documento foi enviado pelo próprio procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, a Doria, que deve se manifestar sobre o assunto nesta sexta-feira.

"O procurador-geral de Justiça encaminhou ofício ao governador João Doria, sobre a manifestação do coordenador do GT (Grupo de Trabalho) de Enfrentamento à Covid-19 do MP-SP sobre o protocolo de retomada das atividades de futebol da série A1 do Campeonato Paulista, apresentado pela Federação Paulista de Futebol", anunciou o MP, em comunicado.

MP envia ofício a Doria, aprova protocolo da FPF e favorece volta do Paulistão
MP envia ofício a Doria, aprova protocolo da FPF e favorece volta do Paulistão

No ofício, Sarrubbo disse aprovar o novo protocolo da FPF.

"(Houve) Um avanço positivo diante do contexto que se revelava quando da edição do decreto de 11 de março", registrou o MP, referindo-se ao decreto que estabeleceu a fase emergencial em todo o Estado de São Paulo, no mês passado.

Até então, o MP-SP vinha apoiando a decisão de vetar a realização de eventos esportivos no Estado, em razão do agravamento da pandemia nas últimas semanas.

EXAMES ANTES DOS JOGOS
Uma das exigências que o MP fazia à FPF para pedir a liberação dos jogos era a obrigação de realização de testes de covid-19 no dia das partidas, o que foi finalmente acatado pela federação, após certa relutância, em reunião realizada na quarta-feira.

Essa exigência vinha sendo discutida por MP e FPF nos últimos dias na composição de um novo protocolo.

"O novo protocolo da FPF, discutido com representantes da Procuradoria-Geral de Justiça e do Grupo de Trabalho, é produto de diálogo estabelecido entre esta Instituição e a Federação Paulista de Futebol, em várias reuniões realizadas durante as últimas semanas", anunciou o MP.

Palmeiras defende o título paulista de 2020
Palmeiras defende o título paulista de 2020

AJUDOU NA DECISÃO
A decisão de fazer exames nos dias do jogo abriu caminho para a instituição apoiar a federação no pedido pelo retorno do Paulistão. Doria já havia indicado anteriormente que iria acatar as orientações do MP. O governador, contudo, precisará editar novo decreto para liberar a atividade esportiva no Estado.

Se isso acontecer na sexta-feira, em tese o Paulistão já poderia ter jogos no sábado. A competição está paralisada desde 15 de março, quando o governo estadual anunciou que São Paulo entraria na fase emergencial, de maior restrição às atividades públicas. O período inicial desta fase se encerraria no dia 30 de março, mas foi estendido até o dia 11 deste mês.

Insatisfeita com esta decisão, a FPF então passou a tentar levar os jogos do Paulistão para outros Estados, a começar por Minas Gerais, sem sucesso. Conseguiu realizar duas partidas no Rio de Janeiro - Mirassol x Corinthians e São Bento x Palmeiras, ambos na cidade de Volta Redonda.

POR QUÊ A PREOCUPAÇÃO ?
A determinação da FPF em restabelecer rapidamente o Paulistão se deve ao fato de que o futebol paulista reúne a maior quantidade de clubes no Campeonato Brasileiro em suas quatro divisões.

E se não realizar a competição, não vai ter datas para fazê-lo depois, principalmente porque os cinco clubes do Brasileirão vão também disputar competições internacionais: Libertadores ou Sul-Americana, além da Copa do Brasil.

Outros Estados importantes mantiveram seus campeonatos como Carioca, Mineiro, Gaúcho, Paranaense, Catarinense, Baiano e Pernambucano.

São 17 clubes paulistas no Brasileiro. Confira:

Brasileirão – Corinthians, Palmeiras, Red Bull Bragantino, Santos e São Paulo

SÉRIE B
– Guarani e Ponte Preta.

SÉRIE C
– Botafogo, Ituano, Mirassol, Novorizontino e Oeste.

SÉRIE D
– Ferroviária, Inter de Limeira, Portuguesa, Santo André e São Bento.