MP-SP exalta protocolos do futebol, mas indica que Paulistão seguirá paralisado

O procurador-geral do Ministério Público de São Paulo, Mário Sarrubbo, não vê retorno do esporte tão cedo

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 30 (AFI) - O procurador-geral do Ministério Público de São Paulo, Mário Sarrubbo concedeu uma entrevista reveladora à Rádio Bandeirantes. Ele antecipou a decisão em cima e um possível retorno do futebol no Estado. Na sua opinião, apenas serviços essenciais seguirão aberto durante a Fase Emergencial, ou seja, até o dia 11 de abril.

O procurador tratou de elogiar os protocolos apresentados pela Federação Paulista de Futebol (FPF), mas não deu indícios de mudar de opinião. Com isso, existe uma grande possibilidade do Estado seguir com o torneio paralisado.

Paulistão deverá seguir paralisado
Paulistão deverá seguir paralisado
"Um restaurante que tem um protocolo tão bom quanto poderia funcionar", essa foi a frase usada por Sarrubbo para explicar a paralisação do futebol em São Paulo.

Na noite desta segunda-feira, em reunião com o procurador, a Federação Paulista de Futebol (FPF) apresentou novas restrições e prometeu um esquema de 'bolha' para viabilizar o retorno de seus campeonatos, mas, por enquanto, ficou sem uma resposta definitiva.

PRA DEPOIS
O procurador-geral do MP-SP também revelou que assim que os índices da doença no estado melhorarem, o futebol volta "sem nenhum problema"