Paulistão pode ser considerado mais difícil que Série B do Brasileiro? Talvez...

Na última década, oito times da 'Segundona Nacional' não conseguiram se manter e caíram para o Paulista A2

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) - Muito se comenta sobre a qualidade dos Estaduais. Mas um comentário é praticamente consenso: o Campeonato Paulista da Série A1 é o melhor deles, com nível de disputa que lembra o Campeonato Brasileiro da Série B.

Exagero? Não! Como bem destacou a Revista Z, em publicação nas redes sociais, em oito dos últimos dez anos, um clube integrantes da Série B acabou rebaixado no Paulistão.

Foto: Jefferson Vieira
Foto: Jefferson Vieira
GRÊMIO DE ONDE?
O ano que abriu essa curiosidade foi o mais confuso deles. Para a temporada de 2010, o Grêmio trocou Barueri por Presidente Prudente. Na nova cidade, foi rebaixado no Brasileirão de 2010 e no Paulistão de 2011. De volta à Grande SP, terminou na nona colocação da Série B de 2011.

FOI POR POUCO!
Já em 2012, o Guaratinguetá terminou na 18.ª e antepenúltima posição da Série A1, com 15 pontos em 19 rodadas. Na Segundona Nacional, foi 16.º, com 43 pontos após 38 partidas, e foi o primeiro acima da zona de rebaixamento.

AZULÃO OU AMARELÃO?
Um dos principais times sul-americanos entre o final dos 1990's o e começo dos 2000's, o São Caetano atravessou péssimo momento em 2013. Afinal de contas, foi vice-lanterna do Paulistão e também da Série B do Brasileiro.

QUE COISA!
Campeão da Série C do Brasileiro em 2012, quando ainda atuava no Estádio dos Amaros, em Itápolis, o Oeste, que agora está radicado na Arena Barueri, em Barueri, disputa a Série B de forma ininterrupta desde 2013. No Paulistão, porém, foi rebaixado em 2014, 2016 e 2020 e disputou a Série A2 em 2015, 2017 e 2018 - e novamente, em 2021.

QUASE LÁ!
O Bragantino, em 2015, somou apenas sete pontos em 15 rodadas do Paulistão. Não teve jeito, acabou rebaixado. Entretanto, fez grande Série B naquele ano. Terminou com 60 pontos, na sexta colocação, após 38 partidas. América-MG, com 65, fechou a zona de acesso.

ARRANCA E VOLTA!
Campeão paulista da Série A3 de 2013, o São Bento acumulou ótimos resultados em sequência. Resultado? Em 2018, fez campanhas decentes no Paulistão e na Série B do Brasileiro. Na temporada seguinte, o que houve foi o contrário: lanterna da A1 e queda para a Série C com a 18.ª posição. Assim, em 2020, joga o Paulista Série A2 e o Brasileiro Série C.