FPF rebate Botafogo sobre regulamento e diz estar 'amparado por lei'

Na zona de rebaixamento, o time de Ribeirão foi o único contra à retomada do torneio

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 11 (AFI) - O presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, rebateu a carta enviada pelo Botafogo em que cita mudança de regulamento e reinício equivocado do Campeonato Paulista. Vale lembrar que o clube é forte candidato ao rebaixamento à Série A2.

"Não houve nenhuma alteração do regulamento. Houve uma adequação de datas. Todo o regulamento continua valendo. Temos 26 vagas na lista A e na lista B não tem limite. Isso continua igual. Se o Botafogo perdeu quatro [atletas], ele pode colocar quatro, quem perdeu dez, pode colocar dez, se não perdeu nenhum não pode colocar ninguém e isso é para todas as equipes. A regra é exatamente a mesma para todos. Regulamento mantido, acesso e rebaixamento mantidos em todas divisões. Isso não muda, é lei, tá na Lei Pelé, estatuto do torcedor e vamos cumprir. Vamos ter acesso, descenso, vamos fazer o futebol dar exemplo, o regulamento era esse, assim vai ser", disse o presidente, ao repórter Geraldo Neto, da Globo.

Reinaldo Carneiro Bastos
Reinaldo Carneiro Bastos
EM SINTONIA
O mandatário deixou claro que as condições não são as ideias, mas afirmou que todas as medidas foram tomadas em sintonia com os clubes. Apenas o Botafogo foi contra.

"Nunca tomamos nenhuma decisão isolada. A Federação não tem time de futebol e organizamos as competições que os seus filiados desejam fazer. O dia 1º de julho foi o primeiro dia de treinos, mas se voltarmos lá atrás, a liberação foi feita dia 17 de junho pelo governador e no dia 22 de junho os times já poderiam fazer os testes para Covid-19 e avaliações físicas, para se prepararem para os treinos. Com isso, dá mais de 30 dias de atividades, até a data de retorno no dia 22 julho", disse Reinaldo, que completou.

"Tudo isso foi decidido com os clubes, por unanimidade. Nós sabemos que não é o ideal, mas é o possível. Nós não tivemos vetos para treinos, eles são aprovados independente da região. Tem que respeitar a decisão do prefeito municipal, mas o governo do estado não recomendou isso, tanto que tem outros clubes treinando em locais que estão na fase vermelha. A Inter de Limeira, por exemplo, está treinando em Limeira. Nós temos uma mediação, que está aprovada com a participação do estado", concluiu.

BOTAFOGO
Reinaldo ainda mostrou certa preocupação com o Botafogo e destacou a importância da agremiação para o futebol paulista.

"Nos preocupamos com o Botafogo, porque é um clube muito importante no futebol de São Paulo e eu como presidente acompanho sempre. O Botafogo tem história, tem tradição, mas a gente faz o campeonato da Série A1 para 16 clubes, então se os clubes se prepararam e a maioria esmagadora quer o retorno do campeonato no dia 22, nós somos mandatários das vontades dos clubes", finalizou.