Maior goleada da história do Campeonato Paulista completa 100 anos

Multicampeão Paulistano aplicou 12 a 0 na Associação Atlética das Palmeiras com cinco gols do ídolo Friedenreich

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 16 (AFI) - Você sabia que a maior goleada da história do Campeonato Paulista desde a sua primeira edição em 1902 completa 100 anos neste sábado? Há exatamente um século, o Paulistano superava a Associação Atlética das Palmeiras por nada menos que 12 a 0, marca histórica até os dias atuais.

ERA AMADORA!
A primeira edição do Campeonato Paulista aconteceu em 1902 e o profissionalismo foi instaurado no futebol brasileiro apenas em 1933. Durante o período amador, o mundo da bola viveu momentos históricos como o primeiro título da Seleção Brasileira, além do surgimento de ídolos e de goleadas marcantes.

Gols e mais gols. (Foto: Reprodução)
Gols e mais gols. (Foto: Reprodução)
Este é o caso da vitória do Paulistano diante do AA Palmeiras por incríveis 12 a 0. Até hoje, o placar elástico ostenta o fato de ser a maior goleada da história do Campeonato Paulista. Naquela partida, Friedenreich, o primeiro ídolo nacional, foi o destaque do duelo ao lado de seu companheiro de ataque Cassiano, já que ambos anotaram uma dezena de gols -cinco cada. Zonzo e Guariba complementaram o placar.

1920
Naquele ano, o regulamento previa que todos os 10 clubes se enfrentariam entre si e o maior pontuador ficaria com o título do Campeonato Paulista. Naquela altura, o Paulistano chegava como o principal vencedor estadual, com sete conquistas -1905, 1908, 1913, 1916, 1917, 1918, 1919. Já a Associação Atlética das Palmeiras havia levantado o troféu por três oportunidades -1909, 1910 e 1915.

AA das Palmeiras e Paulistano se enfrentaram na terceira rodada, no dia 16 de maio de 1920, no campo ‘Chácara da Floresta’, em São Paulo. O local foi palco da maior goleada da história do Campeonato Paulista, quando os visitantes, com gols de Friedenreich (5), Cassiano (5), Zonzo e Guariba, venceram os mandantes por 12 a 0.

Maior goelada. (Foto: Arquivo Nacional)
Maior goelada. (Foto: Arquivo Nacional)
Após 16 partidas disputadas, Palestra Itália e Paulistano terminaram empatados com 26 pontos. O regulamento previa a realização de um confronto desempate para conhecer o novo campeão. No dia 19 de dezembro, os ‘italianos’ venceram por 2 a 1, e levantaram o título paulista pela primeira vez em sua história.

ÍDOLO!
Referência na época, o Paulistano contava com Friedenreich, o primeiro ídolo nacional da história do futebol brasileiro. Ao todo, ‘El Tigre’ foi campeão paulista pelo clube em sete oportunidades -1918, 1919, 1921, 1926, 1927 e 1929.

Fried ainda seria fundamental na primeira conquista estadual da história do São Paulo, em 1931. O ex-jogador também foi artilheiro do Campeonato Paulista por sete vezes -1912, 1914, 1917,1918, 1919, 1921, 1927, 1928 e 1929.

Pela Seleção Brasileira, Friedenreich foi o autor do gol do título do Campeonato Sul-Americano de 1919, o primeiro da história canarinha. Três anos depois, ainda seria fundamental em mais uma conquista sul-americana com as cores verde e amarela.

FICHA TÉCNICA
AA das Palmeiras 0 x 12 Paulistano
Campeonato Paulista de 1920
Local: Campo da ‘Chácara da Floresta’, em São Paulo;
Data: 16 de maio de 1920;
Árbitro: Joaquim de Almeida;
Gols: Friedenreich (5), Cassiano (5), Zonzo e Guariba.

AA das Palmeiras: Agenor; Muniz e Leite; Aranha, Carmo e Nardine; Estrella, Pamplona, Alencar, Santos e Mario.

Paulistano: Arnaldo; Orlando e Carlito; Sergio, Zito e Mariano; Zonzo, Guariba, Friedenreich, Cassiano e Carneiro Leão.