ESPECIAL PAULISTÃO: Em 30º título, Corinthians se torna o único tricampeão 4 vezes

Em seu 30º título, o Corinthians tem mais uma chance para igualar o Paulistano, tetracampeão entre 1916 e 1919

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 23 (AFI) – A elite do Campeonato Paulista de 2019 ocorreu com os quatro grandes clubes confirmando o favoritismo e chegando às semifinais. Embora isso tenha acontecido, o interior do estado mostrou mais uma vez a sua força e muitos conseguiram fazer jogos equilibrados. O principal fato deste ano foi que o Corinthians alcançou o tricampeonato (30º título do clube) e ficou mais perto de igualar o recorde do Paulistano, que levou o título quatro vezes seguidas entre 1916 e 1919.

FECHADINHO

Na contramão do que muito se discute atualmente sobre ‘futebol bonito’, o Corinthians construiu uma campanha sólida, com foco na defesa, marca registrada do time há muitos anos. As únicas três equipes que venceram o Corinthians na primeira fase foram Guarani, Red Bull Brasil e Novorizontino.

Após terminar com 21 pontos na liderança de seu grupo, o Corinthians passou por Ferroviária e Santos, ambos nos pênaltis, para realizar a final diante do São Paulo, que eliminou Ituano e Palmeiras no mata-mata. O primeiro jogo terminou empatado, mas o Timão venceu o segundo por 2 a 1 com gol de Vagner Love aos 44 minutos, que garantiu ao Corinthians ser o único clube com quatro tricampeonatos.

CLUBES DO INTERIOR QUE SE DESTACARAM

Os quatro clubes do interior que chegaram ao mata-mata, fase que contou com o uso do árbitro de vídeo (VAR) foram Ituano, Novorizontino, Ferroviária e Red Bull Brasil. O Toro Loko, eliminado pelo Santos, conquistou a melhor campanha da primeira fase ao alcançar 27 pontos – oito vitórias, três empates e apenas uma derrota.

A campanha do time garantiu vaga nas semifinais do Troféu do Interior. Após eliminar o Mirassol com duas vitórias, empatou sem gols com a Ponte Preta, mas levou o caneco nos pênaltis.

Gabriel Martinelli foi eleito a revelação do campeonato e atualmente defende o Arsenal, da Inglaterra. (Foto: Miguel Schincariol/Ituano FC)
Gabriel Martinelli foi eleito a revelação do campeonato e atualmente defende o Arsenal, da Inglaterra. (Foto: Miguel Schincariol/Ituano FC)
REBAIXADOS

São Caetano e São Bento não tiveram a mesma sorte e foram rebaixados à Série A2 de 2020.

O Azulão fez apenas oito pontos, um a mais do que o time de Sorocaba.

Ambos os times venceram só um jogo e terminaram na lanterna de seus grupos.

PRESIDENTE DA FPF EXALTA MODELO

“Só o Campeonato Paulista gera 20 mil empregos diretos, mais de muitos outros indiretos. O futebol é agente social e um grande negócio, que deve ser cuidado com profissionalismo, transparência e responsabilidade. A mudança do calendário é importante, mas atende um pequeno número de clubes e o Brasil somente ganhou o apelido de País do Futebol porque sempre teve gente jogando bola em cada esquina e somente os estaduais oferecem essa possibilidade. Só eles colocam mais de 700 clubes espalhados pelo país”, discursou Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) na festa de premiação.


CONFIRA A SELEÇÃO DO FUTEBOL INTERIOR

Cássio (Corinthians),
Fagner (Corinthians), Gustavo Gómez (Palmeiras), Arboleda (São Paulo) e Danilo Avelar (Corinthians);
Júnior Urso (Corinthians), Carlos Sánchez (Santos) e Jean Mota (Santos);
Martinelli (Ituano), Clayson (Corinthians) e Ytalo (Red Bull Brasil).
Técnico: Fábio Carille (Corinthians)

Craque: Jean Mota (Santos)
Artilheiro: Jean Mota (Santos)
Revelação: Martinelli (Ituano)

Corinthians foi tricampeão estadual
Corinthians foi tricampeão estadual


NÚMEROS DO PAULISTÃO (Fornecidos pela FPF)

Jogos: 110
Vitória dos Mandantes: 51 (46,4%)
Vitória dos Visitantes: 23 (20,9%)
Empates: 36 (32,7%)
Placar mais frequente: 1x1 (18 vezes)
Maior goleada: Palmeiras 5x0 Novorizontino
Jogo com mais gols: São Caetano 4x4 Bragantino

Melhor mandante: Santos - 87,5% de aproveitamento (21pts / 8J)
Melhor visitante: Red Bull – 61,9% de aproveitamento (13pts / 7J)

Gols: 232 (média 2,11)
Gols de mandantes: 138 (59,4%)
Gols de visitantes: 94 (40,6%)
Gols no primeiro tempo: 99 (42,7%)
Gols nos segundo tempo: 133 (57,3%)

Melhor ataque: Santos 1,44 (23GM / 16J)
Melhor defesa: palmeiras (6GS / 16J)

Cartões Amarelos: 441 (média 4,01)
Cartões Vermelhos: 11 (média 0,10)
Faltas: 3010 (média 27,36)

Menor média de advertências: Novorizontino – 1,50 (21CA / 14J)
Equipes sem expulsões: Corinthians, Red Bull, Ferroviária, Novorizontino, Guarani e Ponte Preta
Menor média de faltas: Corinthians – 11,17 (201F / 18J)

Atletas utilizados: 404 (34 da Lista B)
Quem mais jogou: Cássio - 18 jogos (1575 minutos)
Atleta mais novo: Cauê (Novorizontino) – 16 anos (16/11/2002)
Atleta mais experiente: Fernando Prass – 40 anos (09/07/1978)

Artilheiro: Jean Mota (Santos ) – 7 gols
Mais partidas em que marcou gols: Diego Cardoso (Guarani) e Jean Mota (Santos) – 6 jogos
Goleiro menos vazado: Fernando Prass (Palmeiras) – média 0,29 (2GS / 7J)
Mais jogos sem sofrer gols: Vanderlei e Cássio (8 jogos)