São Paulo e Palmeiras se enfrentam em busca de 1ª vitória em clássico no ano

As equipes se enfrentam às 16h30, no Pacaembu, pela penúltima rodada da primeira fase do Paulistão

por Agência Estado

São Paulo, SP, 16 (AFI) - Sem vencer nenhum clássico na temporada, São Paulo e Palmeiras se enfrentam neste sábado com uma pressão maior em cima do time tricolor, que não faz boa campanha no Campeonato Paulista e precisa da vitória para não correr risco de ficar fora da fase de mata-mata do torneio. O duelo será às 16h30, no estádio do Pacaembu.

A escolha do estádio municipal paulistano como palco do duelo se deve ao fato de o Morumbi não ter condições de receber a partida, por causa do alagamento que o campo e a sede social sofreram com as fortes chuvas na cidade nos últimos dias. A expectativa da diretoria tricolor é que no próximo confronto em casa o estádio já esteja liberado.

A situação do São Paulo no Estadual não é confortável. O time tem 14 pontos e está na segunda posição do Grupo D, atrás do Ituano, que tem 17 e um jogo a mais. Só que o Oeste vem na terceira posição, com 12 pontos, e enfrenta o Corinthians no domingo. Com isso, se o time tricolor for derrotado e o rival vencer o Corinthians na arena em Itaquera, chegará na última rodada dependendo de outros resultados para se classificar.

MUDANÇAS NA ESCALAÇÃO
Obviamente o técnico Vagner Mancini não quer correr riscos e pretende conquistar os três pontos diante da própria torcida, a única com permissão de ir ao Pacaembu. Sem poder contar com o zagueiro Bruno Alves, que está suspenso, o treinador deve mudar a formação da equipe, abrindo mão do esquema tático com três zagueiros e atuando com uma linha de quatro defensores.

Hudson, que não vinha sendo titular, deve ganhar uma chance para reforçar a marcação no meio, onde o Palmeiras tem jogadores de qualidade como Dudu, Gustavo Scarpa e Ricardo Goulart. Na frente, a boa notícia é a presença de Gonzalo Carneiro, que estava suspenso, mas a diretoria tricolor conseguiu o efeito suspensivo e o uruguaio poderá estar em campo.

VERDÃO BEM MAIS TRANQUILO
No lado do Palmeiras, a situação é mais tranquila. A equipe lidera o Grupo B com 19 pontos e está bem perto da vaga na próxima fase. O técnico Luiz Felipe Scolari deve escalar um time parecido ao usado na terça, na vitória sobre o Melgar, pela Copa Libertadores. A principal diferença será no ataque.

Deyverson cumprirá o sexto e último jogo da suspensão por ter cuspido no corintiano Richard e vai dar lugar a Borja. O colombiano tem um histórico positivo contra o São Paulo, contra quem já marcou cinco vezes.

Apesar de não ter vencido clássicos no ano, o Palmeiras vive ambiente calmo e aposta na estabilidade da defesa. O zagueiro Antônio Carlos, aliás, não perde há seis meses. O último resultado negativo foi na Copa do Brasil do ano passado. "Viemos em uma boa sequência no estadual e vamos trabalhar para mantê-la", disse.