Prefeitura de SP aperta cerco sobre clubes em vistoria de CTs; Portuguesa preocupa

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer da Prefeitura de São Paulo notificou 190 dos 249 clubes da cidade

por Agência Estado

São Paulo, SP, 08 - A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer da Prefeitura de São Paulo notificou 190 dos 249 clubes da cidade, determinando a interrupção das atividades nos alojamentos de atletas que não estejam em conformidade com as normas de segurança e licenciamento exigidos por lei. De maneira geral, eles precisam de licenças de funcionamento e certificados de segurança.

A notificação amplia a fiscalização iniciada em fevereiro. A Prefeitura criou força-tarefa entre as Secretarias de Esportes e Lazer, Urbanismo e Licenciamento, das Subprefeituras e de Justiça para verificar as condições de segurança nos alojamentos. As vistorias avaliam instalações elétricas, rotas de fuga, equipamentos de combate a incêndio, entre outras.

A primeira etapa da força-tarefa priorizou CTs e alojamentos dos grandes clubes. A ação continuará em agremiações menores que também abrigam atletas em alojamentos, além das residências que acomodam esportistas.

FISCALIZAÇÃO
Até o momento, nenhum alojamento foi interditado. O cenário mais grave foi verificado no CT da Portuguesa. Os vestiários e o setor de lavanderia foram interditados por instalações de gás em desacordo com as normas técnicas, entre outros itens. O conjunto desportivo Constâncio Vaz Guimarães, o Ibirapuera, teve a área de alojamento desativada e os dormitórios do atletas, desocupados.

CT da Portuguesa necessita de cuidados
CT da Portuguesa necessita de cuidados
Os CTs do Palmeiras, Corinthians e Nacional não apresentam risco de incêndio. O CT do São Paulo, que chegou a ser fechado pelo clube, passa por reformas aprovadas pelos Bombeiros e voltou a ser ocupado.

"A vistoria foi intensificada. O prazo para a divulgação do relatório com a descrição da situação encontrada nas inspeções e medidas adotadas está mantido para maio", afirma o secretário de Esportes, Carlos Bezerra Junior.